19 de mar de 2010

Relatos de uma paixão

Penso que nós, jornalistas com algum tempo de estrada, temos o compromisso de deixar registradas nossas experiências, em especial aquelas que, de uma forma ou outra, dizem respeito à profissão como um todo.

Quando isso acontece, quando a memória se perpetua, à revelia do suporte que usamos, o jornalismo se qualifica mais e as novas gerações podem aprender também com a vivência de quem veio antes e para além das conversas de bar, das salas de aula e das redações.

Digo isso porque, preparando a disciplina de Jornalismo Especializado, que leciono na Unisc, deparei-me, há algumas semanas, com o livro Jornalismo esportivo: relatos de uma paixão (Saraiva, 2009), de Carlos Unzette.

Mesmo que se trate de um texto para, digamos assim, focas, estamos falando de um relato generoso sobre o que é ser setorista de jornalismo esportivo em seus mais diversos aspectos.

Mas o que eu mais gostei da leitura é que, para além dos relatos, ao final de cada capítulo Unzette retoma os principais tópicos daquela etapa e sugere exercícios práticos de assimilação.

A organização é de Magaly Prado.

Trabalharemos em aula, com certeza.

4 comentários:

Vanessa Kannenberg disse...

Podia indicar este livro à biblioteca né profe? hehe

Demétrio de Azeredo Soster disse...

Já está encomendado, menina. Dentro de alguns dias já deve estar na biblioteca.

Jucinara disse...

E aí professor!

Agora lendo as tuas dicas de leitura me lembrei que na faculdade aqui dentre as bibliografias básicas estão teus livros de Edição em Jornalismo. E algumas leituras da Fabiana foram indicadas também.
Que orgulho desse meu ex-professor!

Sucesso e abraço grande!

Demétrio de Azeredo Soster disse...

Que legal, menina! É bom saber que se é útil de alguma forma. Grande abraço!