26 de mar de 2010

Um poema

inspirado em valores que não fui
vontades que não tive
verdades que não vi

levanto o corpo do chão
caminho até a cozinha
demoro-me junto à janela da sala

apanho uma fruta no refrigerador
mastigo a tarde em pequenas
partes

por alguns instantes penso
que tudo teria sido diferente
se fosse

0 comentários: