22 de out de 2010

MEC dá nota 5 à Unisc

Recebemos, na Unisc, no final da manhã de hoje, uma grande notícia: a instituição foi avaliada pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) como nota 5, o que nos coloca no seleto grupo de quatro Instituições de Ensino Superior (IES) do País a deter este título.

Ou seja, de excelência quando o assunto é ensino superior.

As demais são a PUC-Rio, PUC-Paraná e Mackenzie, de São Paulo.

É uma notícia boa demais, que nos encheu - professores, gestores, funcionários e alunos - de orgulho.

E que compartilho com você agora.

18 de out de 2010

Debate sobre jornalismo popular na UFSM

Na quarta, como já havia antecipado neste espaço, participarei de um debate na 35ª Semana da Comunicação (Secom) do Curso de Comunicação da UFSM, cujo conteúdo será "Jornalismo popular como experiência-laboratório".

A Secom terá como tema "Comunicação Popular e Alternativa – Comunicação feita à mão”".

A idéia é conversarmos um pouco sobre o que temos realizado nesse sentido em sala de aula e nas saídas a campo.

A mediação será de Márcia Franz Amaral, professora da UFSM.

A programação completa você confere por aqui.

17 de out de 2010

A história de uma tragédia

Havia tempo não se redigia neste espaço, não sem motivo, dicas de leitura.

Eis que, neste primeiro domingo de relógios adiantados em uma hora, e ainda na ressaca das mais de duas horas dormidas há pouco, escolho aquecer os dedos com aquele cujo início de leitura se deu ontem e há pouco foi concluída: Caso Kliemann: a História de uma Tragédia, de Celito de Grandi (Edunisc, Literatis, 2010).


Trata-se, o texto, de uma longa reportagem na forma de livro de uma caso que, no Brasil da década de 60, abalou as estruturas políticas e sociais do Rio Grande do Sul, em especial das cidades de Santa Cruz do Sul, onde moro, e Porto Alegre, mas que se espraiou pelo Brasil pré-golpe militar daqueles dias como um rastilho de pólvora.

Uma história envolvendo a violenta morte de Margit, a bela e jovem esposa de um político famoso e em ascensão - o deputado Euclydes Kliemann - e o posterior assassinato deste com um tiro desferido por um adversário político no estúdio de uma rádio, ao vivo.

Ainda no ano passado, o jornalista Ricardo Düren escreveu uma série de reportagens a este respeito em parceria com o também jornalista e historiador Guido Kuhn.

O texto, veiculado no jornal Gazeta do Sul, de Santa Cruz do Sul, um dos palcos da tragédia, ganhou injustamente o segundo lugar do prêmio ARI de então.

Digo injustamente porque merecia, a meus olhos, o primeiro lugar, seja pela relevância, originalidade ou competência com que o assunto foi tratado por Düren e Kuhn.

Julgue com seus próprios olhos, em PDF, a reportagem por aqui.

No mais, é ler o livro de Celito de Grandi, por bom.

A ficha:
Páginas: 256
Formato: 16x23cm Brochura
ISBN: 978-85-88709-50-8(Literalis) - ISBN 978-85-7578-2
Preço: R$ 39,00

13 de out de 2010

Colóquio debaterá mudanças no jornalismo

E-mail de Zélia Leal Adghirni informa que estão abertas as inscrições para o 1º Colóquio Internacional Mudanças Estruturais no Jornalismo (MEJOR – 2011), que será realizado de 25 a 28 de abril de 2011 na Universidade de Brasília (UNB).

A proposta do 1º Colóquio Internacional Mudanças estruturais no Jornalismo é de debater o fenômeno "transformações no jornalismo" e os discursos que podem ser mobilizados sobre ele.

Pesquisadores podem submeter propostas sobre uma das transformações abaixo:

Nas práticas jornalísticas
No modelo econômico das empresas jornalísticas
Nas formas de apresentação/construção da notícia
Na formação e nos modos de acesso ao mercado de trabalho
Nos modos de regulação e controle deontológico da profissão
Nas relações com os públicos

Podem ainda:

Propor modelos de análise sobre a transformação que permitam investigar essas transformações;
Analisar a construção do discurso sobre mudança e sua utilização pelos atores sociais vinculados à mídia (jornalistas, editores, políticos, pesquisadores...).

Atenção aos prazos:

Envio do texto completo: 15 de dezembro de 2010
Divulgação dos trabalhos selecionados: 30 de janeiro de 2011
Divulgação da Programação do evento: 21 de fevereiro de 2011
Publicação dos Trabalhos Selecionados nas Atas do Colóquio (online): 01 de maio de 2011
Publicação dos Trabalhos Selecionados em Livro ou Periódico: 2º Semestre de 2011 (previsão)

Regras de submissão:

Serão aceitos trabalhos de autoria individual ou coletiva. Pelo menos um dos autores do artigo principal deverá ter o título de doutor. Poderão ser submetidos trabalhos em português, inglês, francês e espanhol, sendo obrigatório o envio de uma versão em português do resumo do artigo. As submissões devem ser feitas on-line, no sítio: www.mejor.com.br.

O autor deve encaminhar o texto completo do artigo, que deve conter de 20 mil a 35 mil caracteres (com espaço), já inclusas as referências bibliográficas e notas de rodapé. São obrigatórios os seguintes itens: título, resumo de até 10 linhas, 3 palavras-chave, resumo do currículo do autor em até 3 linhas (incluindo sua vinculação institucional). O texto deve ser redigido em fonte Times New Roman, corpo 12, entrelinhamento 1,5. Citações recuadas devem ser redigidas em corpo 10, espaço simples.

Os trabalhos devem ser necessariamente inéditos. Não serão aceitos artigos publicados em qualquer tipo de suporte, nem apresentados em outro evento. Cada autor poderá submeter apenas um trabalho, seja em autoria única ou em coautoria.

Processo de seleção e critérios de avaliação

Os trabalhos serão avaliados por um comitê científico internacional. Cada trabalho será avaliado por dois pareceristas, por meio do processo de avaliação cega. Dos trabalhos submetidos, serão selecionados até 30 artigos para serem publicados nas Atas do Colóquio.

Publicação dos trabalhos:

Os trabalhos aceitos e apresentados durante o Colóquio serão publicados on-line em Ata e ficarão disponíveis na página www.mejor.com.br e no sítio www.surlejournalisme.com a partir do dia 1º de maio. Além disso, uma versão revisada dos 15 melhores trabalhos, conforme parecer do comitê científico podem integrar uma obra coletiva em português (livro ou periódico), com publicação prevista para o 2º Semestre de 2011.

Contato com o comitê organizador do evento

No Brasil, pelo e-mail: mejor2011@unb.br
Comitê Organizador: Prof.Fabio Pereira (fabiop@gmail.com)
Comitê Científico: Profa. Zélia Leal Adghirni (zeliadghirni@gmail.com)
Na França: Florence Le Cam (flecam@univ‐rennes1.fr)
Denis Ruellan: denis.ruellan@univ‐rennes1.fr

O 1º Colóquio Internacional Mudanças Estruturais no Jornalismo é apoiado pela COMPÓS, INTERCOM, SBPJOR, FNPJ, ALAIC , FNPJ, ELIS, NEMP e PPGEM.

Informações completas no site do evento: www.mejor.com.br

A realização é da Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília (FAC/UnB) e Réseau d’études sur le Journalisme (Rede de Estudos sobre o Jornalismo/REJ).

11 de out de 2010

Fotografamos o inenarrável Bebê-aranha

O dsoster.jor deixa um pouco de lado o papo-sério e presta sua homenagem ao Dia das Crianças com dois flagrantes do inenarrável, indescritível e radicalmente estiloso Bebê-aranha!



O jornalismo e a preguiça

Muitos dos erros e obviedades que lemos nos sites, jornais, revistas, programas de rádio e televisão poderiam ser facilmente evitados se as criaturas responsáveis pelos mesmos se dessem ao trabalho de ler o que acabaram de escrever.

Tomemos como exemplo a chamada da tela de abertura do UOL desta terça-feira, 11 de outubro.

Quem esteve nesta parte da galáxia recentemente, ou passou perto, sabe que o segundo turno das eleições no Brasil ficou polarizado entre dois candidatos (quem descobrir, na foto abaixo, quem são ganha um doce).

Também deve estar sabendo, esse nosso amigo, que debates não são o mesmo que monólogos, e que, para serem realizados, os debates, precisam de pelo menos duas pessoas para que tenham lugar, caso contrário, como disse, serão monólogos.

De forma que soa desnecessário afirmar que o primeiro debate do segundo turno reunirá justamente os dois candidatos que disputam o segundo turno; até porque são os únicos, e, como disse, apenas um deles falando poderia ser qualquer coisa, menos um debate

A menos, claro, que você não seja deste planeta.


8 de out de 2010

Como funciona o Bate-papo Pilhado

O vídeo baixo, editado e produzido pela aluna de jornalismo da Unisc Cassiane Rodrigues, diz respeito ao projeto de extensão Bate-papo Pilhado, parceria entre o Curso de Comunicação Social da Unisc e o jornal Folha do Mate, por meio do caderno jovem Na Pilha!

Foi exibido durante a 15ª Seacom e explica como funciona o projeto Bate-papo Pilhado.

Vídeo explica projeto Focas do Q?

O vídeo abaixo foi produzido e editado por Luciana Bastos, aluna do curso de Produção em Mídia Audiovisual da Unisc.

Sobre a sexta edição do projeto de extensão Focas do Q?, parceria entre o Curso de Comunicação da Unisc e o jornal Gazeta do Sul, aqui de Santa Cruz do Sul.

O material foi exibido ontem à noite (7/10) aos alunos e professores da Unisc, pouco antes da palestra de Márcio Motokane, coordenador artístico do Canal Futura.

Motokane esteva na Unisc para falar sobre "Criação de formatos audiovisuais" durante a 15ª Semana Acadêmica da Comunicação, que se encerra nesta sexta, 8.

7 de out de 2010

Teaser antecipa lançamento da Exceção

Confira abaixo o teaser chamando para o lançamento da revista-laboratório Exceção, desenvolvida na disciplina de Jornalismo de Revista da Unisc, por mim lecionada, e cuja quinta edição será lançada neste semestre.

Estabelecemos diálogos convergentes por meio do Blog da Revista Exceção.

Não esqueçam de deixar um alô quando passarem por lá.

Os créditos do teaser, e do layout do blog, vão para Henrique Scherer.

Teaser Exceção XV Seacom from Revista Exceção on Vimeo.

6 de out de 2010

Nova edição do Unicom está pronta


Quem quiser acompanhar a versão on-line, pode fazê-lo por meio do Blog do Unicom.

5 de out de 2010

De vagabundos e picaretas



Vamos combinar: quem é mesmo Marcelo Madureira?

Vencedores do Adelmo Genro Filho

Saiu a lista dos vencedores da quinta edição do Prêmio Adelmo Genro Filho de Pesquisa em Jornalismo 2010, promovido pela Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor)

Foram inscritos 49 trabalhos de 29 instituições localizadas em 11 estados brasileiros e Portugal.

Os vencedores receberão seus prêmios no dia 8 de novembro durante o 8º Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo, em São Luís, na Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Os premiados:

Categoria Iniciação Científica
Título: “Perdão, leitores: uma análise da crítica política na seção opinativa do Coojornal”
Autora: Rozana Ellwanger
Pseudônimo: Coojornaliana
Instituição: Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc)
Orientadora: Profª Mestra Veridiana Pivetta de Mello

Categoria Mestrado
Título: “Objetividade jornalística: o debate contemporâneo do conceito”
Autor: Ben-Hur Demeneck
Pseudônimo: Áureo Pagítico
Instituição: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Orientador: Prof. Dr. Orlando Tambosi

Menção Honrosa atribuída pela Comissão – Categoria Mestrado
Título: “Teoria e História do Jornalismo: Desafios epistemológicos”
Autor: Felipe Simão Pontes
Pseudônimo: Pia
Instituição: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Orientador: Profª. Drª. Gislene da Silva

Categoria Doutorado
Título: “Radiojornalismo hipermidiático: tendências e perspectivas do jornalismo de rádio all news brasileiro em um contexto de convergência tecnológica”
Autora: Débora Cristina Lopez
Pseudônimo: Cristina Milek
Instituição: Universidade Federal da Bahia/Universidade Federal de Santa Maria
Orientador: Prof. Dr. Othon Jambeiro

Categoria Sênior
Muniz Sodré de Araújo Cabral (UFRJ)