28 de dez de 2010

Pós em Comunicação Política

A segunda edição da pós-graduação em Assessoria em Comunicação Política da Universidade de Santa Cruz do Sul está com as inscrições abertas. Os interessados têm até o dia 13 de março para se candidatarem ao curso.

A especialização tem como objetivo formar profissionais para atuarem em assessorias de comunicação política dos poderes públicos municipais, estaduais e federal na esfera executiva, legislativa e judiciária, em empresas de comunicação, em agências de publicidade e em veículos de comunicação. São 40 vagas. As aulas acontecem de 1 de abril de 2011 a 27 de outubro de 2012.

Podem se inscrever na especialização graduados em Jornalismo, Publicidade, Relações Públicas, História, Geografia, Letras, Ciências Sociais, Direito, Administração, entre outros cursos de áreas afins. O curso tem professores mestres e doutores de várias universidades do Estado com experiência e pesquisa em comunicação política, como os professores Antônio Fausto Neto, Ana Carolina Escosteguy, Antônio Hohlfeldt, Rudimar Baldissera, Sergio Trein, Nadege Lomando, Cristina Antunes, além de corpo docente da própria Unisc.

As aulas da pós-graduação acontecem quinzenalmente, aos finais de semana, nas sextas-feiras à noite e aos sábados, durante todo dia. São 23 disciplinas, divididas em seis módulos. Entre as disciplinas estão as de História da Política Brasileira, Teoria Política, Legislação Eleitoral, Propaganda Política e Eleitoral, Marketing Política, Pesquisa de Opinião Pública, Media Training, Assessoria de Imprensa, Cerimonial e Protocolo, Organização de Eventos, Relações Públicas Governamental, Política e Estratégia de Comunicação.

As inscrições podem ser feitas na Secretaria de Pós-Graduação e Pesquisa, no bloco 1, campus da Unisc, em Santa Cruz do Sul ou pelo site https://evs.unisc.br/exchweb/bin/redir.asp?URL=http://www.unisc.br/portal/pt/cursos/especializacao-e-mba/assessoria-em-comunicacao-politica/selecao-e-matriculas.html. Informações pelo fone (51) 3717-7343. A coordenação do curso é da professora doutora Ângela Felippi (angelafe@unisc.br)

23 de dez de 2010

Momentos felizes




Vou dar um tempo

Seguinte, moçada: vou dar um tempo.

Não "um tempo" tipo "um tempo", sabe como é?

Um tempo.

Apenas isso.

Na semana que vem eu volto.

Sem maiores pretensões, mas volto.

Feliz Natal!

E, caso não nos vejamos mais, que 2011 seja pleno, bom e próspero a todos.

16 de dez de 2010

Uma festa de Natal e tanto

Porque comemorar também é preciso, e porque 2010 foi um ano repleto de motivos para festejar no Curso de Comunicação da Unisc, onde leciono e integro a gestão, registro, por meio da foto da aluna de jornalismo Thamires Waechter, a Festa de Natal que realizamos na quinta, 16, em Santa Cruz do Sul.

Uma noite muito, mas muito especial, como se pode observar pela alegria estampada no rosto dos alunos, funcionários e professores que lá estiveram.

A todos, o reconhecimento pela parceria; um Feliz Natal e o desejo que 2011 seja mais bacana ainda.

14 de dez de 2010

A 5ª Exceção ficou linda, muito linda

A edição do ano da Exceção, revista-laboratório do Curso de Comunicação da Unisc, produzida na disciplina de Jornalismo de Revista, por mim ministrada, está pronta.

E linda, muito linda.

A moçada, que também exerceu diálogos multimídia por meio do Blog da Exceção ao longo do semestre, fez um trabalho de muita qualidade, tanto em termos de design da imagem como em uma perspectiva editorial.

Maior orgulho de todos.

A revista em papel - novo layout, nova gramatura, papel diferenciado etc. - será lançada oficialmente no início do próximo semestre, quando da abertura dos trabalhos de 2011, mas você pode conferir no site da Exceção como ela ficou, dar uma folheada como quem não quer nada, essas coisas.

Outra opção é clicar diretamente sobre a imagem abaixo.


Assim que houver mais novidades eu aviso.

13 de dez de 2010

Segundo Unicom do semestre está pronto

Abaixo, o segundo Unicom do semestre, jornal-laboratório do Curso de Jornalismo da Unisc, que desenvolvemos na disciplina de Produção em Mídia Impressa, por mim lecionada.

Se a primeira edição foi monotemática, nessa o conteúdo foi aberto.

Como tudo isso se deu você fica sabendo pelo Blog do Unicom.

Encerra-se, assim, o semestre em termos de jornal-laboratório.

No ano que vem tem mais.

7 de dez de 2010

Cartaz dos 1º EGEJ e 1º FSPJ está pronto

Escrevo para dizer que o cartaz divulgando a data de inscrição dos 1º Encontro Gaúcho de Ensino de Jornalismo (1º EGEJ) e o 1º Fórum Sul-brasileiro de Professores de Jornalismo (1º FSPJ) já está pronto.


Há duas formas de acessá-lo:

1 Em PDF, para impressão (papel A3), pelo http://www.4shared.com/document/S6OKi8U7/Cartaz_do_evento.html

2 Em JPG, para sites, blogs etc, pela http://www.4shared.com/photo/azPgWFN1/caratz_EGEJ_jpg.html

Peço a todos, se possível, claro, que ajudem a divulgar os encontros que realizaremos de 8 a 9 de abril de 2011 na Unisc, região Centro do Rio Grande do Sul, veiculando a versão mais leve do cartaz em seus blogs e sites, ou, ainda, imprimindo o PDF e fixando-o nos locais que julgarem mais interessantes.

Quem tiver dificuldade em baixar os arquivos, envie e-mail para dsoster@uol.com.br que encaminharemos os mesmos.

As inscrições aos 1º EGEJ e 1º FSPJ se iniciam dia 15 de dezembro de 2010 e seguem até o dia 30 de janeiro de 2011.

Mais informações pelo site http://hipermidia.unisc.br/egej/

Ou via twitter, pelo @egejornalismo

5 de dez de 2010

Porque hoje (também) é domingo

Vez em quando isso acontece

Não que eu tenha dormido mal e pouco - afinal, são 5h48 e hoje é domingo -, e esteja, portanto, uma tanto quanto irascível, mas é que nossos coleguinhas do UOL vez em quando se puxam.

É o caso da chamada/título da foto aí debaixo, na tela de abertura do portal de agora há pouco, referente à reta final do Campeonato Brasileiro, mais especificamente à participação do Fluminense neste.


A questão é: o que o título em questão acresce à, digamos assim, "barbada" sugerida no cartaz que não os atentados à língua, o telefone e o improvável nome Desirée?

Vai ver também eles acordaram cedo.

1 de dez de 2010

Documentários sobre jornalismo

Richard Romancini informa, por e-mail, que está produzindo uma lista com filmes - com ênfase em documentários - que abordam o jornalismo no Brasil e, também, o sistema de mídias de modo mais geral.

E pede indicações.

Quem quiser ajudar, pode fazê-lo pelo richard_romancini@yahoo.com.br

Já há uma lista prévia, abaixo, que pode ser acessada também por aqui.

30 de nov de 2010

1º EGEJ e 1º FSPJ inscrevem dia 15/12

As inscrições aos 1º Encontro Gaúcho de Ensino de Jornalismo (1º EGEJ) e 1º Fórum Sul-brasileiro de Professores de Jornalismo (1º FSPJ) se iniciam dia 15 de dezembro e se encerram dia 30 de janeiro de 2011. Os eventos serão realizados na Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), região Centro do Rio Grande do Sul, dias 8 e 9 de abril de 2011. O tema dos encontros será "A formação superior como elemento constitutivo e legitimador do campo do jornalismo".

São em número de três as modalidades de apresentação de trabalhos: comunicação científica, relato de experiência e pôster, esta última destinada a alunos de graduação, que devem assinar junto com o professor-orientador. Cada autor poderá inscrever somente um trabalho em cada um dos seis GTs que compõem o 1º EGEJ e o 1º FSPJ: Atividades de Extensão, Ensino de Ética e de Teorias do Jornalismo, Pesquisa na Graduação, Produção Laboratorial – Eletrônicos, Produção Laboratorial – Impressos e, finalmente, Projetos Pedagógicos e Metodologias de Ensino.

As proposições de trabalhos devem ser realizadas por meio de resumos encaminhados aos coordenadores dos GTs, nos e-mails e formatos disponíveis no site oficial dos eventos, link Regulamento. Uma vez recebendo o aceite, o que deve ocorrer até 28 de fevereiro de 2011, os trabalhos completos devem ser encaminhados aos coordenadores de GT até o dia 28 de março de 2011.

Mais informações sobre as regras de submissão de trabalhos podem ser obtidas desde já por meio do site http://hipermidia.unisc.br/egej/

Já o endereço no twitter é @egejornalismo

Tanto o 1º Encontro Gaúcho de Ensino de Jornalismo quanto o 1º Fórum Sul-brasileiro de Professores de Jornalismo são instâncias regionais do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo (FNPJ), cuja próxima edição está prevista para ocorrer na cidade mineira de Uberlândia, em 2012.

26 de nov de 2010

Sobre a palestra na UFPel

Este post é para agradecer a receptividade e o carinho que o pessoal da UFPel demonstrou na noite de quinta-feira, 25, por ocasião do 1º Seminário de Jornalismo da UFPel, cujo tema foi Os fazeres do jornalismo - perspectivas profissionais e acadêmicas.

Como contei outro dia, a mim coube falar do tema A formação jornalística em seu aspecto pesquisa para uma platéia atenta.

Um particular agradecimento aos professores da UFPel Ricardo Fiegenbaum e Michele Negrini (na foto abaixo, antes do início dos trabalhos), bem como aos alunos do curso de jornalismo (segunda foto), que fizeram igualmente bonito na organização do evento.


23 de nov de 2010

Pesquisa sobre revista Exceção

Já se encontra disponível a primeira pesquisa de opinião realizada com a Exceção, a revista-laboratório do Curso de Jornalismo da Unisc, realizada pelos alunos da disciplina de Jornalismo de Revista, por mim lecionada.

O questionário, desenvolvido pelas alunas do Curso de Relações Públicas da Unisc, busca saber, entre outros, o perfil dos leitores de Exceção, o que eles mais gostam na revista, como chegaram até ela etc.

Por falar em Exceção, a quinta edição (ela é anual), que ficará pronta logo ali adiante, receberá seu primeiro projeto gráfico-editorial desde que foi criada, há cinco anos.

Você pode acessar a pesquisa por aqui.

Pesquisa semelhante vem sendo realizada com o Unicom, jornal-laboratório desenvolvido na disciplina de Produção em Mídia Impressa da Unisc.

Para dar sua opinião a repeito do Unicom, basta entrar aqui e dizer o que você pensa.

21 de nov de 2010

Formação jornalística e pesquisa

Na quinta, 25, estarei na Universidade Federal de Pelotas (UFPel) palestrando no Primeiro Seminário de Jornalismo da UFPel, cujo tema é Os fazeres do jornalismo - perspectivas profissionais e acadêmicas.


O tema de minha fala, que se inicia às 19h30 do dia 25/11, no Auditório do Centro de Integração do Mercosul, será A formação jornalística em seu aspecto pesquisa.

O seminário está sendo organizado pelos professores da UFPel Ricardo Fiegenbaum e Michele Negrini.

20 de nov de 2010

Talentos da Comunicação tem início

Ontem, sexta-feira, demos início, no Curso de Comunicação da Unisc, do qual sou subcoordenador, a mais um projeto de extensão, o terceiro com este perfil no semestre.

Chama-se Talentos da Comunicação, e funciona em parceria entre o Curso de Comunicação e o Grupo Gazeta de Comunicação, aqui de Santa Cruz do Sul.

A idéia é que, no período de cinco semanas, os 11 alunos selecionados (o critério de seleção foi a participação em atividades acadêmicas de ensino, pesquisa e extensão) acompanhem e desenvolvam atividades junto aos veículos e setores que compõem o Grupo Gazeta.

Com isso, espera-se que interfiram, com seu conhecimento, no mercado de trabalho desde a instância formação, e que sejam interferidos por este, aprimorando um e outro.


Na foto de Nicolas Fraga, da direita para a esquerda, de pé, estamos eu, como coordenador do projeto pela Unisc; Lisane Mesquita Marques (jor); Larissa Gabe de Almeida (jor); Luciana Carvalho Bastos (pma); Luana Backes (jor); Joana Fernanda Scherer (jor); Yaundé Narciso (jor); Marília Gehrke (jor) e Josiane Aline Goetze (jor). Abaixadas, no mesmo sentido, Vanessa Britto (rp); Juliana Spilimbergo (jor) e Sabrina Eliana Rodrigues (fotog).

Os coordenadores do projeto pela Gazeta do Sul são Romeu Neumann, diretor de redação, e Maria Rosilaine Zoch Romero, chefe de redação.

19 de nov de 2010

Projeto Focas do Q? em vídeo

Abaixo, o registro em vídeo de um projeto de extensão cuja 6ª edição acaba de se encerrar e que promete muito ainda.


Trata-se do Focas do Q?, parceria entre o curso de Comunicação da Unisc e o jornal Gazeta do Sul, por meio do Caderno Q?, desenvolvido há seis semestres consecutivos.

Funciona assim: por um período de um mês a 60 dias, alunos de jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas, produção em mídia audiovisual e fotografia - as habilitações do Curso de Comunicação da Unisc -, após de submeterem a processo de seleção, encarregam-se de dar conta de uma edição do Caderno Q?, suplemento jovem da Gazeta do Sul.

A idéia é que, com esse movimento, de natureza convergente, haja um intercâmbio de conhecimentos entre academia e mercado de trabalho, modificando positivamente um e outro.

Pela Unisc, coordeno eu; pela Gazeta, Jansle Appel Jr. 

O vídeo foi editado por Luciane Bastos e Carine da Silva, com imagens realizadas por Elio Brixius, Estéfani Vieira e Luciane Bastos.

 Explica, por meio de depoimentos bem bacanas, tanto o Caderno Q? quando o projeto Focas do Q?

18 de nov de 2010

Despedida de Andy Irons


Cheguei ao vídeo aí de cima por meio de um post de minha amiga Evânia Reichert no Facebook.

Sobre a cerimônia de despedida de Andy Irons, um mito na  história do surf moderno, tricampeão mundial, morto recentemente, aos 32 anos, em decorrência de uma virose qualquer.

Uma das cerimônias de despedida mais bonitas que já vi.

16 de nov de 2010

Os olhos e ouvidos da ditadura

Com a proximidade do final de semestre, e o natural acúmulo de tarefas, com o perdão do adjetivo, torna-se cada vez mais complicado dispor de tempo para escrever o que quer que seja, mas a gente tenta.

Todo este trololó é pra dizer que você, caro leitor, cara leitora, DEVE ler este Os infiltrados: eles eram os olhos e os ouvidos da ditadura, pela AGE (2010) e assinado por Carlos Etchichury, Carlos Wagner, Humberto Trezzi e Nilson Mariano.


A moçada da foto aí debaixo, todos eles repórteres tão reconhecidos quanto premiados, compilaram em livro série de reportagens publicada originalmente em Zero Hora, que, como o nome sugere, trabalha um aspecto pouco conhecido do período de exceção: os agentes que se infiltravam nos movimentos sociais para, digamos assim, saber quem fazia o quê e por quê por motivos relativamente óbvios.

O texto é interessante também porque, ao final de cada capítulo, os autores/repórteres comentam como a reportagem foi realizada, as dificuldades, achados etc.

Etchichury, Wagner, Trezzi e Mariano
Mais que isso só lendo o livro.

O portal ClicRBS disponibilizou um infográfico bem bacada. Confira por aqui.

A ficha:

ISBN: 9788574975016
Edição: 1
Nº Paginas: 126
Formato: 14x21cm
Ano Edição: 2010
Preço: R$ 29,00

13 de nov de 2010

Vai um guaraná Jesus aí?

O 8º Encontro da Associação Brasileira de Pesquisadores de Jornalismo (8º SBPJor), que se realizou esta semana, em São Luis, no Maranhão, foi particularmente proveitoso, tanto pelo que se fez e planejou ao longo do evento - sobre o quê falarei à medida que as novidades forem se consolidando - como pelo que se viu no entorno do congresso.

Refiro-me à um refrigerante chamado Guaraná Jesus, que é cor-de-rosa, tem gosto de groselha e só é vendida no Maranhão, até onde sei.

Reza a lenda que a dita gasosa possui essa graça não por questões de natureza, digamos, divina, mas porque Jesus era o nome do sujeito que desenvolveu a fórmula, um farmacêutico.

E que foi comprado,  o refrigerante, pela Coca-cola, muito provavelmente por sua importância no cenário local, o que não é, penso, algo para se comemorar, ainda que deva ter enchido as burras do tal homem de farmácia, caso contrário acho que não teria sido vendido.

O registro aí debaixo é de Raquel Longhi, feito com um iPhone em uma restaurante chamado Feijão de Corda, na orla de São Luis.

4 de nov de 2010

Processualidade complexificadas

O livro Midiatização e processos sociais: aspectos metodológicos (Edunisc, 2010), organizado por Antônio Fausto Neto, Jairo Ferreira, José Luiz Braga e Pedro Gilberto Gomes, com prefácio de minha lavra, será lançado dia 13 de novembro, às 16h30, na Feira do Livro de Porto Alegre.


Abaixo, um trecho do prefácio:

"Este livro representa bem mais que a compilação das discussões realizadas de 19 a 21 de novembro de 2009 na Universidade do Vale do Sinos (Unisinos), por ocasião do seminário “Midiatização e Processos Sociais – Aspectos Metodológicos”, promovido pela Rede Prosul. Trata-se, antes, de um importante marco referencial nas buscas que pesquisadores do Brasil, Colômbia, Argentina e Uruguai têm realizado nos últimos cinco anos em torno do fenômeno da midiatização.

O estágio evolutivo da pesquisa é diferenciado porque, uma vez tendo-se auscultado, observado e discutido a midiatização de forma sistemática por meio de encontros, publicações e discussões as mais diversas – e considerando-se, ainda, que esta etapa não se encerra nestes movimentos –, parte-se, agora, para a instrumentalização metodológica da investigação.

Ou seja, para a organização de ferramental adequado que permita, ao que pesquisa a midiatização, ou acompanha de perto as discussões a respeito do tema, estabelecer os cruzamentos necessários entre as reflexões que realiza e os objetos-alvo de suas dúvidas, emprestando, dessa forma, mais amplitude ao conhecimento resultante dessa processualidade.

O livro 'Midiatização e Processos Sociais – Aspectos Metodológicos' ganha ainda mais relevância à medida que a midiatização, aqui entendida como a instauração de uma nova ambiência na sociedade a partir de um cenário específico, de matizes sócio-técnico-discursivos, representa mais que um fenômeno de contornos em movimento: trata-se, antes, de processualidades que se complexificam a cada momento, de forma ininterrupta, constante, afetando e sendo afetadas neste movimento; exigindo, como dissemos, daquele que pesquisa, mais que versatilidade conceitual, novos e sucessivos instrumentais analíticos.

Some-se a isso o fato de a midiatização da sociedade ser percebida por pesquisadores locados em um campo cujas fronteiras são limítrofes aos demais campos do conhecimento, caso da comunicação, e veremos, então, que se trata de um momento diferenciado o que se segue, e que requer, portanto, gramática explicativa adequada, à revelia do âmbito que estejamos falando. (...)"

A ficha:

Organizadores: Antônio Fausto Neto, Jairo Ferreira, José Luiz Braga e Pedro Gilberto Gomes
Área: Ciências Sociais Aplicadas
Ano: 2010
Páginas: 192
Formato: 14x21cm Brochura
ISBN: 978-85-7578-280-4
Categoria: Ciências Sociais Aplicadas
Código: 96751
Preço: R$ 33,00

Rede JorTec lança seu primeiro livro

A Rede de Pesquisa Aplicada em Jornalismo e Tecnologias Digitais – JorTec – lança seu primeiro livro, Produção e Colaboração no Jornalismo Digital, que reúne o trabalho de 16 pesquisadores de 10 distintas instituições de ensino e pesquisa.


O livro busca evidenciar, por meio dos Núcleos de Pesquisa da Rede JorTec (Tecnologia, Interface, Narrativas e Colaboração), algumas das mais importantes questões para a prática contemporânea do jornalismo digital.

É ocaso da integração qualificada do leitor no processo de produção jornalístico, possibilidades de interatividade, narrativa e visualização do conteúdo, diferenciações do processo de produção, modelos de negócio e possíveis tecnologias aplicadas ao jornalismo digital.

O lançamento ocorre no 8º Encontro da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (8º SBPJor), no dia 9 de novembro, terça-feira, às 20 horas, em São Luis, Maranhão.

Oficializada pela SBPJor em janeiro de 2009, a Rede JorTec vem sendo articulada desde o início de 2007 com o intuito de produzir pesquisa aplicada visando à experimentação e criação de inovações tecnológicas digitais nos processos de captação, produção, empacotamento, transmissão e distribuição de conteúdos jornalísticos nas convergentes plataformas comunicacionais. Para isso, conta com pesquisadores de diversas regiões e universidades brasileiras.

Livro:
Produção e Colaboração no Jornalismo Digital

Autores:
Alvaro Bufarah Junior, Ana Maria Brambilla, Ben-Hur Correia, Carla Schwingel, Carlos d’Andréa, Carlos Eduardo Franciscato, Carlos A. Zanotti, Dijna Andrade Torres, Diólia de Carvalho Graziano, Fernando Firmino da Silva, Gabriele Maciel, Getúlio Cajé dos Santos, Jorge Rocha, Marcelo Träsel, Raquel Ritter Longhi, Walter Teixeira Lima Junior

Organizadores:
Carla Schwingel e Carlos A. Zanotti

Editora Insular
Preço capa: R$ 35,00

22 de out de 2010

MEC dá nota 5 à Unisc

Recebemos, na Unisc, no final da manhã de hoje, uma grande notícia: a instituição foi avaliada pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) como nota 5, o que nos coloca no seleto grupo de quatro Instituições de Ensino Superior (IES) do País a deter este título.

Ou seja, de excelência quando o assunto é ensino superior.

As demais são a PUC-Rio, PUC-Paraná e Mackenzie, de São Paulo.

É uma notícia boa demais, que nos encheu - professores, gestores, funcionários e alunos - de orgulho.

E que compartilho com você agora.

18 de out de 2010

Debate sobre jornalismo popular na UFSM

Na quarta, como já havia antecipado neste espaço, participarei de um debate na 35ª Semana da Comunicação (Secom) do Curso de Comunicação da UFSM, cujo conteúdo será "Jornalismo popular como experiência-laboratório".

A Secom terá como tema "Comunicação Popular e Alternativa – Comunicação feita à mão”".

A idéia é conversarmos um pouco sobre o que temos realizado nesse sentido em sala de aula e nas saídas a campo.

A mediação será de Márcia Franz Amaral, professora da UFSM.

A programação completa você confere por aqui.

17 de out de 2010

A história de uma tragédia

Havia tempo não se redigia neste espaço, não sem motivo, dicas de leitura.

Eis que, neste primeiro domingo de relógios adiantados em uma hora, e ainda na ressaca das mais de duas horas dormidas há pouco, escolho aquecer os dedos com aquele cujo início de leitura se deu ontem e há pouco foi concluída: Caso Kliemann: a História de uma Tragédia, de Celito de Grandi (Edunisc, Literatis, 2010).


Trata-se, o texto, de uma longa reportagem na forma de livro de uma caso que, no Brasil da década de 60, abalou as estruturas políticas e sociais do Rio Grande do Sul, em especial das cidades de Santa Cruz do Sul, onde moro, e Porto Alegre, mas que se espraiou pelo Brasil pré-golpe militar daqueles dias como um rastilho de pólvora.

Uma história envolvendo a violenta morte de Margit, a bela e jovem esposa de um político famoso e em ascensão - o deputado Euclydes Kliemann - e o posterior assassinato deste com um tiro desferido por um adversário político no estúdio de uma rádio, ao vivo.

Ainda no ano passado, o jornalista Ricardo Düren escreveu uma série de reportagens a este respeito em parceria com o também jornalista e historiador Guido Kuhn.

O texto, veiculado no jornal Gazeta do Sul, de Santa Cruz do Sul, um dos palcos da tragédia, ganhou injustamente o segundo lugar do prêmio ARI de então.

Digo injustamente porque merecia, a meus olhos, o primeiro lugar, seja pela relevância, originalidade ou competência com que o assunto foi tratado por Düren e Kuhn.

Julgue com seus próprios olhos, em PDF, a reportagem por aqui.

No mais, é ler o livro de Celito de Grandi, por bom.

A ficha:
Páginas: 256
Formato: 16x23cm Brochura
ISBN: 978-85-88709-50-8(Literalis) - ISBN 978-85-7578-2
Preço: R$ 39,00

13 de out de 2010

Colóquio debaterá mudanças no jornalismo

E-mail de Zélia Leal Adghirni informa que estão abertas as inscrições para o 1º Colóquio Internacional Mudanças Estruturais no Jornalismo (MEJOR – 2011), que será realizado de 25 a 28 de abril de 2011 na Universidade de Brasília (UNB).

A proposta do 1º Colóquio Internacional Mudanças estruturais no Jornalismo é de debater o fenômeno "transformações no jornalismo" e os discursos que podem ser mobilizados sobre ele.

Pesquisadores podem submeter propostas sobre uma das transformações abaixo:

Nas práticas jornalísticas
No modelo econômico das empresas jornalísticas
Nas formas de apresentação/construção da notícia
Na formação e nos modos de acesso ao mercado de trabalho
Nos modos de regulação e controle deontológico da profissão
Nas relações com os públicos

Podem ainda:

Propor modelos de análise sobre a transformação que permitam investigar essas transformações;
Analisar a construção do discurso sobre mudança e sua utilização pelos atores sociais vinculados à mídia (jornalistas, editores, políticos, pesquisadores...).

Atenção aos prazos:

Envio do texto completo: 15 de dezembro de 2010
Divulgação dos trabalhos selecionados: 30 de janeiro de 2011
Divulgação da Programação do evento: 21 de fevereiro de 2011
Publicação dos Trabalhos Selecionados nas Atas do Colóquio (online): 01 de maio de 2011
Publicação dos Trabalhos Selecionados em Livro ou Periódico: 2º Semestre de 2011 (previsão)

Regras de submissão:

Serão aceitos trabalhos de autoria individual ou coletiva. Pelo menos um dos autores do artigo principal deverá ter o título de doutor. Poderão ser submetidos trabalhos em português, inglês, francês e espanhol, sendo obrigatório o envio de uma versão em português do resumo do artigo. As submissões devem ser feitas on-line, no sítio: www.mejor.com.br.

O autor deve encaminhar o texto completo do artigo, que deve conter de 20 mil a 35 mil caracteres (com espaço), já inclusas as referências bibliográficas e notas de rodapé. São obrigatórios os seguintes itens: título, resumo de até 10 linhas, 3 palavras-chave, resumo do currículo do autor em até 3 linhas (incluindo sua vinculação institucional). O texto deve ser redigido em fonte Times New Roman, corpo 12, entrelinhamento 1,5. Citações recuadas devem ser redigidas em corpo 10, espaço simples.

Os trabalhos devem ser necessariamente inéditos. Não serão aceitos artigos publicados em qualquer tipo de suporte, nem apresentados em outro evento. Cada autor poderá submeter apenas um trabalho, seja em autoria única ou em coautoria.

Processo de seleção e critérios de avaliação

Os trabalhos serão avaliados por um comitê científico internacional. Cada trabalho será avaliado por dois pareceristas, por meio do processo de avaliação cega. Dos trabalhos submetidos, serão selecionados até 30 artigos para serem publicados nas Atas do Colóquio.

Publicação dos trabalhos:

Os trabalhos aceitos e apresentados durante o Colóquio serão publicados on-line em Ata e ficarão disponíveis na página www.mejor.com.br e no sítio www.surlejournalisme.com a partir do dia 1º de maio. Além disso, uma versão revisada dos 15 melhores trabalhos, conforme parecer do comitê científico podem integrar uma obra coletiva em português (livro ou periódico), com publicação prevista para o 2º Semestre de 2011.

Contato com o comitê organizador do evento

No Brasil, pelo e-mail: mejor2011@unb.br
Comitê Organizador: Prof.Fabio Pereira (fabiop@gmail.com)
Comitê Científico: Profa. Zélia Leal Adghirni (zeliadghirni@gmail.com)
Na França: Florence Le Cam (flecam@univ‐rennes1.fr)
Denis Ruellan: denis.ruellan@univ‐rennes1.fr

O 1º Colóquio Internacional Mudanças Estruturais no Jornalismo é apoiado pela COMPÓS, INTERCOM, SBPJOR, FNPJ, ALAIC , FNPJ, ELIS, NEMP e PPGEM.

Informações completas no site do evento: www.mejor.com.br

A realização é da Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília (FAC/UnB) e Réseau d’études sur le Journalisme (Rede de Estudos sobre o Jornalismo/REJ).

11 de out de 2010

Fotografamos o inenarrável Bebê-aranha

O dsoster.jor deixa um pouco de lado o papo-sério e presta sua homenagem ao Dia das Crianças com dois flagrantes do inenarrável, indescritível e radicalmente estiloso Bebê-aranha!



O jornalismo e a preguiça

Muitos dos erros e obviedades que lemos nos sites, jornais, revistas, programas de rádio e televisão poderiam ser facilmente evitados se as criaturas responsáveis pelos mesmos se dessem ao trabalho de ler o que acabaram de escrever.

Tomemos como exemplo a chamada da tela de abertura do UOL desta terça-feira, 11 de outubro.

Quem esteve nesta parte da galáxia recentemente, ou passou perto, sabe que o segundo turno das eleições no Brasil ficou polarizado entre dois candidatos (quem descobrir, na foto abaixo, quem são ganha um doce).

Também deve estar sabendo, esse nosso amigo, que debates não são o mesmo que monólogos, e que, para serem realizados, os debates, precisam de pelo menos duas pessoas para que tenham lugar, caso contrário, como disse, serão monólogos.

De forma que soa desnecessário afirmar que o primeiro debate do segundo turno reunirá justamente os dois candidatos que disputam o segundo turno; até porque são os únicos, e, como disse, apenas um deles falando poderia ser qualquer coisa, menos um debate

A menos, claro, que você não seja deste planeta.


8 de out de 2010

Como funciona o Bate-papo Pilhado

O vídeo baixo, editado e produzido pela aluna de jornalismo da Unisc Cassiane Rodrigues, diz respeito ao projeto de extensão Bate-papo Pilhado, parceria entre o Curso de Comunicação Social da Unisc e o jornal Folha do Mate, por meio do caderno jovem Na Pilha!

Foi exibido durante a 15ª Seacom e explica como funciona o projeto Bate-papo Pilhado.

Vídeo explica projeto Focas do Q?

O vídeo abaixo foi produzido e editado por Luciana Bastos, aluna do curso de Produção em Mídia Audiovisual da Unisc.

Sobre a sexta edição do projeto de extensão Focas do Q?, parceria entre o Curso de Comunicação da Unisc e o jornal Gazeta do Sul, aqui de Santa Cruz do Sul.

O material foi exibido ontem à noite (7/10) aos alunos e professores da Unisc, pouco antes da palestra de Márcio Motokane, coordenador artístico do Canal Futura.

Motokane esteva na Unisc para falar sobre "Criação de formatos audiovisuais" durante a 15ª Semana Acadêmica da Comunicação, que se encerra nesta sexta, 8.

7 de out de 2010

Teaser antecipa lançamento da Exceção

Confira abaixo o teaser chamando para o lançamento da revista-laboratório Exceção, desenvolvida na disciplina de Jornalismo de Revista da Unisc, por mim lecionada, e cuja quinta edição será lançada neste semestre.

Estabelecemos diálogos convergentes por meio do Blog da Revista Exceção.

Não esqueçam de deixar um alô quando passarem por lá.

Os créditos do teaser, e do layout do blog, vão para Henrique Scherer.

Teaser Exceção XV Seacom from Revista Exceção on Vimeo.

6 de out de 2010

Nova edição do Unicom está pronta


Quem quiser acompanhar a versão on-line, pode fazê-lo por meio do Blog do Unicom.

5 de out de 2010

De vagabundos e picaretas



Vamos combinar: quem é mesmo Marcelo Madureira?

Vencedores do Adelmo Genro Filho

Saiu a lista dos vencedores da quinta edição do Prêmio Adelmo Genro Filho de Pesquisa em Jornalismo 2010, promovido pela Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor)

Foram inscritos 49 trabalhos de 29 instituições localizadas em 11 estados brasileiros e Portugal.

Os vencedores receberão seus prêmios no dia 8 de novembro durante o 8º Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo, em São Luís, na Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Os premiados:

Categoria Iniciação Científica
Título: “Perdão, leitores: uma análise da crítica política na seção opinativa do Coojornal”
Autora: Rozana Ellwanger
Pseudônimo: Coojornaliana
Instituição: Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc)
Orientadora: Profª Mestra Veridiana Pivetta de Mello

Categoria Mestrado
Título: “Objetividade jornalística: o debate contemporâneo do conceito”
Autor: Ben-Hur Demeneck
Pseudônimo: Áureo Pagítico
Instituição: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Orientador: Prof. Dr. Orlando Tambosi

Menção Honrosa atribuída pela Comissão – Categoria Mestrado
Título: “Teoria e História do Jornalismo: Desafios epistemológicos”
Autor: Felipe Simão Pontes
Pseudônimo: Pia
Instituição: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Orientador: Profª. Drª. Gislene da Silva

Categoria Doutorado
Título: “Radiojornalismo hipermidiático: tendências e perspectivas do jornalismo de rádio all news brasileiro em um contexto de convergência tecnológica”
Autora: Débora Cristina Lopez
Pseudônimo: Cristina Milek
Instituição: Universidade Federal da Bahia/Universidade Federal de Santa Maria
Orientador: Prof. Dr. Othon Jambeiro

Categoria Sênior
Muniz Sodré de Araújo Cabral (UFRJ)

29 de set de 2010

Unisc discutirá ensino do jornalismo

A Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), onde leciono, irá sediar, dias 8, 9 e 10 de abril de 2011, dois eventos de primeira importância quando o assunto é ensino de jornalismo em suas mais diversas instâncias.

Refiro-me ao 1º Fórum Sul-Brasileiro de Ensino do Jornalismo e ao 1º Encontro Gaúcho de Ensino do Jornalismo.

O tema dos eventos será "A formação superior como elemento constitutivo e legitimador do campo do jornalismo".

Equivale a dizer que professores de jornalismo do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina estarão reunidos na Unisc, por três dias, para debater os rumos da profissão e compartilhar experiências de ensino, pesquisa e extensão por meio de grupos de trabalho.

Importante salientar que esta é a primeira vez, na história do Fórum Nacional dos Professores de Jornalismo (FNPJ), que o Rio Grande do Sul sedia um encontro regional dessa natureza.

Também é a primeira vez que os três estados da Região Sul estarão reunidos em torno de um encontro regional.

Tanto o 1º Fórum Sul-Brasileiro de Ensino do Jornalismo e 1º Encontro Gaúcho de Ensino do Jornalismo integram a programação de encontros regionais previstas para 2011 pelo FNPJ, do qual sou vice-diretor Editorial e de Comunicação, e antecedem o encontro nacional de Uberlândia, em 2012.

À medida que os eventos forem se estruturando, comunicaremos nos espaços disponíveis.

Tudo pronto para a Seacom da Unisc

Confira abaixo a programação da XV Semana Acadêmica do Curso de Comunicação Social (XV Seacom) da Unisc, onde leciono, cujo tema será redes sociais. O evento se inicia dia 04 de outubro e encerra no dia 08. A cobertura será feita pela Agência Experimental A4, via twitter e portal.


A programação:

Segunda-feira 04/10

Lançamento do Unicom, às 19 horas

Após abertura oficial da Seacom, às 19h30, no Anfiteatro, ocorre a primeira palestra da semana, com o publicitário César Steffen. Ele é doutor em Comunicação Social pela Famecos/PUCRS e atua como docente e consultor de empresas nas áreas de marketing, internet, comunicação, publicidade e administração. O palestrante irá falar sobre o tema: “Comunicação, em, por e nas redes.

Terça-feira 05/10

A terça-feira seinicia com o palestrante Rodrigo Brod às 08h30, na sala 101. O publicitário irá falar sobre Comunicação Exponencial. Ele é sócio e Diretor de Criação da Dobro Comunicação, com sede em Lajeado. Já atuou como redator, diretor de arte, designer, ilustrador e continua desempenhando estas e outras funções no trabalho da Dobro.

Sessão da Tarde na sala 1507 – Intrigas de Estado.

Oficina: O diretor cinematográfico da Draw Produtora, Jojow Pritsch, irá ministrar a oficina de criação e edição de vídeo, no Lab 14, às 14h.

O segundo dia de Seacom se encerra com o palestrante Augusto Nunes, atual colunista da revista Veja, às 19h30, no Anfiteatro.

Nunes já foi diretor da revista Veja, Época e Forbes, e dos jornais O Estado de São Paulo, Jornal do Brasil e Zero Hora.

Ele foi eleito um dos seis jornalistas mais importantes do Brasil pela Fundação Getúlio Vargas e venceu quatro vezes o Prêmio Esso de Jornalismo.

Quarta-feira 06/10

A primeira palestra do dia é com Carolina Palma, às 8h30, na sala 101, e tem como tema o Relacionamento ON+OFF – case da agência w3haus. Carolina é formada em Relações Públicas pela UFRGS e pós-graduanda em Marketing Estratégico pela ESPM.

Sessão da Tarde na sala 1507 – O solista.

Mesa de discussão: às 14h, na sala 101, Carolina Palma e Maira Rolim discutem as mídias sociais e o papel do comunicador.

Á noite, Maira Rolim fala sobre “Relacionamento ON+OFF – case 'Eu já sabia' da Olympykus, ganhador do Leão de Prata em PR em Cannes Lions 2010. Maira é formada em Relações Públicas, trabalha com projetos de Ativação e Relacionamento On e Offline há mais de cinco anos. Atualmente trabalha na BOCA, onde coordena o núcleo de PR para as marcas Olympikus, Reebok, Azaleia e Dijean. A palestra é no Anfiteatro às 19h30.

Quinta-feira 07/10

O ex-aluno do Curso de Comunicação Social da Unisc, Heitor Lau, volta à universidade para falar sobre o tema: “Cliente que cai na REDE é peixe. Nem sempre! Redes sociais, um universo que exige cuidados”. O encontro é na sala 101, às 08h30.

Sessão da Tarde sala 1507 – Frost/Nixon.

Oficina: Felipe Galvão e Ricardo Bess realizam, no Lab 14, às 14h, uma oficina de animação. Ambos trabalham no Estúdio Makako. Felipe faz animação e ilustração, já Ricardo, além de animação, trabalha com modelagem e RIG.

“Criação de formatos audiovisuais” é o tema da noite, às 19h30, no Anfiteatro, com Márcio Motokane. Formado em cinema, atualmente ele é coordenador artístico do Canal Futura. Recebeu prêmios em festivais internacionais como o Promaxbda, Caracol del Plata, Prix Jeneusse e Japan Prize, pela criação de formatos audiovisuais.

Sexta-feira 08/10

O último dia de evento inicia com a palestrante Luciana Moherdaui, responsável pelo blog “contra a clicagem burra”. Ela irá falar sobre o twitter nas eleições 2010, na sala 101, às 08h30. Luciane é autora do primeiro guia de estilo para jornalismo digital do país, que já está na terceira edição.

Sessão da Tarde sala 1507 – Bem vindo a Saravejo.

A XV Seacom encerra com a palestra de Clóvis Dariano, sobre a fotografia como meio de expressão. Ele dirige a Publihoto e Dariano Estúdio Fotográfico desde 1972. Obteve diversos prêmios na área da fotografia publicitária e em salões de arte no Brasil e exterior, realizando exposições de destaque.

26 de set de 2010

Comunicação feita à mão

Abaixo, a programação da 35ª Semana Acadêmica da Comunicação Social da UFSM (35ª Secom), de 19 a 22 de outubro, que tem como tema "Comunicação Popular e Alternativa – Comunicação feita à mão”".

Participo dia 20/10, quando divido mesa com Márcia Amaral para falar sobre ensino de jornalismo popular.


As informações são do blog da 35ª Secom, e estão sujeitas a alteração.

Mas já dão uma idéia de quão legal será o evento da moçada de Santa Maria:

Terça-feira (19/10):
MANHÃ:
Aula normal para os acadêmicos de Comunicação da UFSM.

TARDE/NOITE:
13:30 às 17:00
Credenciamento e Inscrição nas Oficinas. (Local: Faculdade de Comunicação Social, Prédio 21)

18:00
Cerimônia de Abertura. (Local: Auditório da Química, Prédio 18)

19:00
Palestra de Abertura. Os Limites do Impossível, com Aldyr Garcia Schlee. (Local: Auditório da Química, Prédio 18)

Quarta-feira (20/10):
MANHÃ:
Oficinas.

TARDE/NOITE:
Debate
Jornalismo Popular como experiência-laboratório, com Demétrio de Azeredo Soster (Professor da UNISC, Doutor em Ciências da Comunicação) e Márcia Franz Amaral (Professora da UFSM, Doutora em Comunicação e Informação).

Painel
Político é produto? Sim e não, com Mara Kunzler (Publicitária, Diretora da ART/MEIO Propaganda), Roberto Oliveira (Publicitário, Diretor de Criação da ART/MEIO Propaganda), Marielle Pereira Flôres (Jornalista especialista em Assessoria Política) e Camila Piccolo (Jornalista, integrante da Intensa Comunicação.)

Palestra
Comunicação Popular e Alternativa no Brasil: Práticas Democráticas da Comunicação Contemporânea, com Leonardo Martins de Freitas (Pós-graduado em Marketing & Relações Públicas e Mestre em Operações Militares/Comunicações).

Palestra
Comunicação Sindical e Popular, com Vito Giannotti.

Palestra
TV OVO: há 14 anos trabalhando com comunicação comunitária em Santa Maria, com Marcos Borba (Coordenador de Produção da TV OVO).
Quinta-feira (21/10):

MANHÃ:
Oficinas.

TARDE/NOITE:

Intervenção Artística
Performance Audiovisual: Fluxo, com Fernando Codevilla e Rafael Berlezi. (Local: Teatro Caixa Preta, Prédio 40)

Palestra
Honduras: entre o Golpe de Estado e a Resistência Popular, com Rodolfo Mohr (Formando em Jornalismo pela UFRGS, esteve em Honduras em outubro de 2009, quando da crise constitucional que derrubou o presidente Manuel Zelaya e ocasionou seu posterior confinamento na Embaixada do Brasil).

Palestra
Jornalismo Independente: História e Aspectos Contemporâneos, com Larry Wizniewsky (Professor da UNIJUÍ, Jornalista e Mestre em Letras).

Palestra
Propaganda para Publicitários: como atrair um público tão exigente, com Leandro Stevens (Publicitário e formado em Administração, mestrando em Comunicação).

Palestra
Será que vale cinco centavos? Uma experiência em ficção seriada, com Caroline Brum (Professora da UNIFRA, Publicitária e Especialista em Gestão Empresarial).

Palestra
Tendências da Comunicação Organizacional: do Analógico ao Digital, com Helaine Rosa (Professora da UFSM/CESNORS no campus de Frederico Westphalen, Doutora em Comunicação Social e Mestre em Administração).

Sexta-feira (22/10):

MANHÃ:
Oficinas.

TARDE/NOITE:
Palestra
Jornalismo Esportivo Independente e a Copa de 2014, com Douglas Ceconello (Jornalista e Coordenador de Comunicação da Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo de 2014 no Rio Grande do Sul).

Palestra
Novas perspectivas da Comunicação Organizacional: os blogs corporativos internos, com Rodrigo de Oliveira (Graduado em Relações Públicas, mestrando em Comunicação).

Palestra
Publicidade Comunitária, com Patrícia Saldanha (Professora da UFF-RJ, Doutora em Comunicação e Cultura).

17:30
Palestra de Encerramento. A grande reportagem na TV e a realidade brasileira, com Marcelo Canellas. (Local: Auditório da Química, Prédio 18)

20:00
Festa de Encerramento e entrega do Prêmio Anual de Comunicação (PANC). Local: Arena Pub.

23 de set de 2010

Unisc leva sete prêmios no SET da PUC

Unisc, onde leciono, fez bonito na 23ª edição do SET Universitário da PUC, encerrada ontem, em Porto Alegre.

Levamos nada menos que sete prêmios na mostra competitiva, um recorde.

Dos premiados, três são de projetos desenvolvidos em disciplinas que leciono: Técnicas de Reportagem e Produção em Mídia Impressa.

No primeiro caso, Técnicas de Reportagem, ganhamos na categoria "Programa de Rádio: Radiojornalismo", por meio de reportagem do aluno Renan Silva da Silva, intitulada "Momento mistério".

No segundo, Produção em Mídia Impressa, o jornal-laboratório Unicom do semestre passado, edição "Hábitos", ganhou dois prêmios em duas categorias: Projeto Gráfico-Jornal e Publicação Impressa - Jornal.

Abaixo, a capa da edição vencedora.

Clique nela ou por aqui para ter acesso ao PDF.


A lista completa dos premiados você confere por aqui.

Todos os vencedores da Unisc:

CATEGORIA: CINEMA AUDIOVISUAL/ ANIMAÇÃO
VENCEDOR: FELIPE GRIEBEL
TÍTULO: Leia Mais
INSTITUIÇÃO: UNISC

CATEGORIA: CINEMA AUDIOVISUAL DOCUMENTÁRIO
VENCEDOR: LUÍSA COBALCHINI DAMASIO
TÍTULO: A Granel – Seis Bancas do Mercado Público de Porto Alegre
INSTITUIÇÃO: UNISC

CATEGORIA: CINEMA AUDIOVISUAL EXPERIMENTAL
VENCEDOR: MARINA VLACIC MORAIS
TÍTULO: Detalhes
INSTITUIÇÃO: UNISC

CATEGORIA: PROGRAMA DE RÁDIO: RADIOJORNALISMO
VENCEDOR: RENAN SILVA DA SILVA
TÍTULO: Momento Mistério
INSTITUIÇÃO: UNISC

CATEGORIA: PROJETO GRÁFICO – JORNAL
VENCEDOR: VANESSA KANNENBERG
TÍTULO: Unicom -Hábitos
INSTITUIÇÃO: UNISC

CATEGORIA: PUBLICAÇÃO IMPRESSA – JORNAL
VENCEDOR: MARILIA RODRIGUES NASCIMENTO
TÍTULO: Unicom Hábitos
INSTITUIÇÃO: UNISC

CATEGORIA: REPORTAGEM DE TV
VENCEDOR: YAUNDÉ NARCISO
TÍTULO: A benzedeira apresentada ao contexto jovem
INSTITUIÇÃO: UNISC

15ª Seacom terá como tema redes sociais

A 15ª Semana Acadêmica da Comunicação da Unisc (15ª Seacom), onde leciono, realiza-se de 4 a 8 de outubro e terá como tema redes sociais.

Para além do fato de ser um evento em que os cerca de 500 alunos das cinco habilitações - Jornalismo, PP, RP, Produção em Mídia Audiovisual e Fotografia - têm a oportunidade de conviver de forma mais estreita, também é um excelente momento para que exerçam suas capacidades técnicas para além da sala de aula.

Isso por meio dos monitores e voluntários dos núcleos experimentais da Agência A4.

Asssim, o pessoal de RP está, desde há muito, envolvido na organização do evento, cujo pré-lançamento ocorreu na terça, 21/9, com palestra de Bárbara Nickel, editora de redes sociais do Grupo RBS.

A moçada do jornalismo vai dando cobertura desde já por meio de site no portal hipermídia, via twitter e por onde mais for possível.

Aos alunos de PP, cabe a criação das peças de divulgação, como podemos ver nas peças abaixo.




Some-se a esses movimentos a presença do ponto de vista de palestrantes que trabalham com redes sociais nas mais diferentes áreas do mercado, a realização de debates e oficinas, e se terá, então uma dimensão do que está por vir.

19 de set de 2010

Anotações sobre a midiatização

Quando o assunto é observar as afetações que o jornalismo sofre ao ser atingido pela processualidade da midiatização, midiatizando-se, são em número de três as complexificações mais visíveis, a saber: auto-referência, co-referência, e, finalmente, descentralização.

Ou seja, neste cenário, midiatizado, o jornalismo, enquanto prática social de sentido e de natureza discursiva, volta suas operações a) para o interior do sistema midiático, b) para os dispositivos que compõem o sistema midiático e, finalmente, c) deixa de ser um lugar central do ponto de vista institucional, tornando-se, agora, nó, conexão de um sistema mais amplo, cuja centralidade se estabelece em sua processualidade, regida por fluxos informacionais.

Escrevo isso para dizer que acabo de me deparar, via site do UOL, com um exemplo bastante interessante de como a auto-referência e a co-referência se estabelecem em uma perspectiva de web, envolvendo um portal e o twitter.


É o que se verifica na seção "Celebridades" do UOL, por meio de matéria dando conta que o apresentado de televisão Luciano Huck havia postado, no twitter, um desabafo sobre a forma como os motoristas de ônibus de São Paulo dirigem.

Por este viés, um dispositivo (o site UOL, pela seção "Celebridades") se pauta, em primeiro lugar, pelo que ocorreu no interior do sistema midiático-comunicacional, em uma perpectiva auto-convergente. Ao fazê-lo, co-referencia a operação de outro disposivo (o twitter), caracterizando, como disse, dessa forma, o momento em que a midiatização interfere na processualidade do jornalismo.

Observa-se, aqui, também um descolamento do estatuto da notícia.

Ela passa a existir, em primeiro lugar, a partir do momento em que a própria fonte (o apresentador) relata o ocorrido por meio da rede social. Com isso, rompe a delicada membrana entre ambiente e sistema e conduz - a fonte, não o repórter - o acontecimento para dentro do sistema, onde as operações terão lugar daí para a frente até que ela seja novamente devolvida para o ambiente em que o sistema se insere até ser novamente reabsorvida.

Nete movimento, transforma e é transformada, em um ciclo que se encerra somente com a extinção do acontecimento.

18 de set de 2010

Mídias sociais: olhares diversos

Acabo de saber, por Mirna Tonus, do lançado do e-book Midias Sociais: Perspectivas, Tendências e Reflexões.

Abaixo, o release e o e-book.

"O material, disponível para leitura e download no www.issuu.com/papercliq/docs/ebookmidiassociais, busca sistematizar conhecimentos sobre a área, discutindo temas como Monitoramento Online, Transmídia, Assessoria Política, Geolocalização, Novos Modelos de Negócios, CoolHunting etc.

O e-book, produzido colaborativamente, conta com artigos de profissionais e pesquisadores de todo país, como Nino Carvalho (InPress Porter Novelli), Gilber Machado (e-brand), Henrique Puccini (Humantech), Mariana Oliveira (Talk Interactive), Carol Terra (Agência Ideal) e Patrícia Moura (Agência Binder / Visão Estratégica).

A publicação, primeira de uma série, é uma iniciativa da PaperCliQ (Marcel Ayres, Renata Cerqueira e Tarcízio Silva), agência de comunicação e estratégia digital, e de Danila Dourado, autora do blog www.daniladourado.com".

O dito:

15 de set de 2010

Pré-lançamento da Seacom na Unisc


O pré-lançamento da Semana Acadêmica da Comunicação (XV Seacom) da Unisc se realiza a partir das 8h30 de terça feira, dia 21 de setembro, com palestra da jornalista Bárbara Nickel, editora de redes sociais do Grupo RBS.

No auditório dos Mestrados, sala 5328.

Todos estão convidados.

11 de set de 2010

ComCiência discute redes sociais

Já se encontra disponível o número 121 da revista mensal eletrônica de jornalismo científico ComCiência, publicada pelo Labjor e pela SBPC.

O tema desta edição é “Redes Sociais”.


Dentre os assuntos tratados, destaco, pela proximidade temática com o que trabalhamos no Metamorfoses Jornalísticas 2: a Reconfiguração da Forma (Edunisc, 2009), o artigo O jornalismo e a reconfiguração midiática, de Mirna Tonus.

Aborda as complexificações que se verificam no jornalismo a partir da digitalização, e posterior implantação da web, em suas instâncias produção e ensino, principalmente, com ênfase no papel exercido pelas redes sociais neste contexto.

Um excerto, mais para o final do artigo:

"(...) A adoção das redes e, por conseguinte, das mídias sociais na formação do jornalista demanda, por sua vez, um novo perfil do professor, ou seja, se existem implicações na prática e no perfil do jornalista profissional, isso exige um olhar formativo atualizado. Difícil, portanto, negar as implicações na prática e no perfil do professor de jornalismo. É um movimento cíclico, de reconfiguração constante, que coloca um desafio aos cursos e, por extensão, aos docentes de ontem, de hoje e, principalmente, de amanhã, à medida que a formação, seja do jornalista, seja do professor de jornalismo, é permanente e os recursos para isso estão disponíveis, cabendo a cada um decidir usá-los".

Abaixo, parte do sumário:

Editorial
A banalização do banal
Carlos Vogt
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=59&id=744

Artigos
Redes sociais e sites de relacionamento: em busca de comunidades
Raquel Recuero
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=59&id=745

O jornalismo e a reconfiguração midiática
Mirna Tonus
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=59&id=747

Redes sociais de música: segmentação, apropriações e práticas de consumo
Adriana Amaral
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=59&id=748

Como o Wikileaks vem transformando jornalistas em decifradores de código
Tiago C. Soares
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=59&id=749

A internet na história dos movimentos anti-vacinação
Paulo Roberto Vasconcellos-Silva e Luis David Castiel
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=59&id=752

Reportagens
Privacidade na rede: questões de segurança e de direito
Por Alessandra Pancetti
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=59&id=742

@candidato vai seguir você
Por Márcio Derbli
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=59&id=743

Plataformas sociais auxiliam a construção do conhecimento?
Por Cristiane Paião
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=59&id=746

A vida social numa rede de avatares
Por Danilo Albergaria
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=59&id=750

Os quinze minutos de fama e a espetacularização do cotidiano
Por Carolina Octaviano
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=59&id=751

Entrevista
Alex Primo

Por Bruna Azevedo
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=59&tipo=entrevista

Resenha
A cauda longa
Por Rafael Evangelista
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=59&tipo=resenha

9 de set de 2010

Cibercultura, de Pierre Lévy: acesso livre

Cibercultura - Pierre Levy

7 de set de 2010

UEPG sedia encontro de pesquisa

Repassando release/convite encaminhado pelo amigo e colega Sérgio Gadini, presidente do Fórum Nacional dos Professores de Jornalismo (FNPJ).


Um espaço para apresentação de trabalhos, estudos e pesquisas em andamento nas instituições de ensino superior do Estado. Esta é a proposta do VIII Encontro Paranaense de Pesquisa em Jornalismo, organizado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), que acontece entre os dias 20 e 22 de outubro de 2010, no Pequeno Auditório do Campus Central da Universidade, em Ponta Grossa/PR.

O evento abre a possibilidade, sem qualquer taxa de inscrição, para apresentação de trabalhos - nas modalidades de artigo, projeto, trabalhos de iniciação científica e/ou extensão. Propostas de resumos podem ser enviadas, à coordenação do Encontro, até o dia 17 de setembro/10. Podem se inscrever professores, estudantes de gradução e pós-graduação e profissionais graduados que atuam em algum campo da área de Comunicação. "Além de fortalecer um espaço de debate, o evento incentiva a realização de pesquisas no Estado do Paraná", explica o professor Emerson Cervi, coordenador do VIII Encontro.

"Com 25 cursos universitários de Jornalismo em funcionamento no Estado, temos o desafio de traçar um perfil do que está sendo realizado nas pesquisas nas instituições paranaenses", explica Karina Woitowicz, chefe do Departamento de Comunicação UEPG, e uma das responsáveis pela criação do projeto do evento, lançado em outubro de 2003. As inscrições são gratuítas e os resumos devem ser enviados ao e-mail agenciadejornalismo@uepg.br, até dia 17/09/10.

Datas:

Encerra prazo para envio de resumos: 17/9. Podem ser encaminhado por meio do agenciadejornalismo@uepg.br_

Divulgação de resumos selecionados: 25/9

Fim do prazo para envio de trabalhos completos: 12/10

Modalidades:

Pesquisa em Comunicação: Projetos de iniciação científica, concluídos ou em desenvolvimento; monografias e outras pesquisas de caráter acadêmico-científico em andamento ou concluídas.

Projeto Jornalístico: Propostas de projetos em Comunicação ou produtos jornalísticos elaborados em di fer entes meios (impresso, sonoro, audiovisual, on-line, entre outros), resultados de projetos de extensão.

Tema para Debate: Textos e ensaios temáticos relacionados à comunicação, com reflexões teóricas e percepções críticas e analíticas em torno do assunto proposto.
Formatação dos trabalhos: Corpo: Arial, tamanho 11, Entrelinha: 1,5.

Normas:

Resumo: Indicação da Modalidade; Título: até 100 toques; Autor(es)/Instituição/e-mail; Texto: até 750 toques; Palavras-chave: até 5 palavras-chave;

Texto: Indicação da Modalidade; Título: até 100 toques; Autor(es)/Instituição/e-mail; Resumo: até 750 toques; Palavras-chave: até 5 palavras-chave; Texto: até 15 páginas, incluindo referências bibliográficas.

Obs.: os textos devem seguir as normas de formatação de citação direta, indireta e de referências segundo a ABNT/Manual de Normas da UEPG.

Programação:
20/10 – Quarta-feira
14h – Abertura
15h às 19h – Mesas temáticas

21/10 – Quinta-feira
14h às 21h - Mesas temáticas

22/10 – Sexta-feira
14h às 20h - Mesas temáticas
20h - encerramento

Outras Informações:
E-mail: agenciadejornalismo@uepg.br
Fone: (42) 3220 3389 e/ou 3220 3361
http://agenciauepg.blogspot.com