19 de jan de 2012

Observatório Mídia&Política

Colega Fábio Pereira informa, por e-mail, que está no ar a primeira edição do observatório Mídia&Política, que trata das novas relações entre jornalistas e o público.

O site: http://www.midiaepolitica.unb.br/


Informa também que receberão artigos que tratem do tema "narrativas em redes sociais" até o dia 20/02.

Os textos devem ser encaminhados ao e-mail midiaepol@gmail.com.

Normas de redação por aqui.

O sumário:

Observatório Mídia&Política

Dossiê: as novas relações entre jornalistas e públicos

A participação da audiência e a crise do jornalismo
Fábio Henrique Pereira
As pessoas nunca deixaram de partilhar pontos de vista sobre o mundo. Jornalistas e acadêmicos só não davam atenção suficiente a isso. Com a internet, as manifestações do público tornaram visíveis demais para serem ignoradas.

Jornalismo líquido e o futuro da notícia
Anelise Rublescki
O jornalismo líquido sinaliza que as redações profissionais, que detêm a obrigação do fornecimento de notícias de interesse social e com periodicidade regular, seguirão existindo e atuando na construção da atualidade, gradualmente adaptadas à nova configuração midiática

Cultura da convergência no processo jornalístico:
Gilberto Balbela Consoni
O jornalismo precisa rever o seu processo para atender à convergência das mídias e inserir-se nesse conceito de “produsage” evidenciado em sites de redes sociais como o Facebook e Twitter que, mesmo que seus “produsers” não sigam as etapas do processo jornalístico, tornam-se os sistemas onde os consumidores buscam se informa

O leitor e a notícia no VC no G1
Felipe Müller
A maior participação dos leitores, que deixaram de ser passivos e tornaram-se mais exigentes e críticos, é inevitável. Cabe aos jornalistas aprenderem a lidar com esse novo personagem e entendê-lo melhor. Para isso, é preciso diálogo e transparência.

O público do ciberespaço
Davi de Castro
Com acesso a formas criativas de produção e distribuição de conteúdo, os usuários perceberam que são narradores de fatos em potencial. Isso pode ser benéfico para o jornalismo, que há muito é acusado de não conhecer seu público e nem o querer.

Análise de coberturas

A ocupação da reitoria pelos estudantes da USP: o outro lado
Anna Caroline de Moraes Pinheiro
Thiago Zacarias Amâncio
Valorizar os pontos de vista de diferentes personagens envolvidos foi o viés adorado pela Carta Capital em uma cobertura preocupada em construir a realidade de maneira mais honesta

Da escândalo à renúncia
Rafael Pereira Fernandes
A queda do ex-primeiro-ministro da Itália, Silvio Berluscon, analisada em cinco atos

Revista Signo está on-line

Já está on-line o vol. 36, nº 61, da revista Signo (ISSN 1982-2014), 2011.

A temática é "Linguagem, tecnologias e mídia".

A edição foi organizada pelos professores doutores Fabiana Piccinin, Demétrio de Azeredo Soster e Mônica Elisa Dias Pons

A Signo e está disponível em http://online.unisc.br/seer/index.php/signo/issue/current