30 de dez de 2009

Você já fez sua inscrição?

Clique no cartaz para ampliar a imagem. Em breve estarei visitando as redações, assessorias etc. para divulgar o pós Edição em Jornalismo, que coordeno na Unisc.

23 de dez de 2009

Inscrições ao pós em Edição estão abertas

Escrevo para dizer que as inscrições ao pós Edição em Jornalismo, que coordenarei na Unisc a partir de abril de 2010, já estão disponíveis.

A idéia,como o nome sugere, é buscar a construção de uma compreensão teórico-conceitual do que representa a edição em jornalismo e, em especial, no que a função tem de viabilizadora do processo jornalístico como um todo.

O curso estabelece diálogos com formatos pouco observados quando o assunto é edição, caso das assessorias de imprensa, do webjornalismo e dos blogs e microblogs de natureza jornalística, para ficarmos em alguns exemplos.

Este curso destina-se a profissionais graduados em jornalismo e/ou profissionais que atuam ou desejam atuar em jornais, revistas, rádios, televisões, assessorias de imprensa, webjornais, blogues e microblogs de natureza jornalística na função de editor.

As inscrições seguem até o dia 14 de março de 2010. O início do curso é 9 de abril de 2010 e a duração de três semestres, com carga horária 360 horas.

Entre na página do pós por aqui.

Acompanhe as novidades também via twitter.

Livro discute comunicação e mobilidade

Repico, por relevante, post do Jornalismo Móvel, que por sua vez havia repicado do Carnet de Notes. Sobre o lançamento do livro "Comunicação e Mobilidade. Aspectos socioculturais das tecnologias móveis de comunicação no Brasil". (Salvador, 2009)

O livro é organizado por André Lemos e Fabio Josgrilberg, e traz textos de Eduardo Pellanda, Sérgio Amadeu, Gilson Schwartz, Fernando Firmino, Lucas Bambozzi, Lucia Santaella, Fernanda Bruno, além dos organizadores.

Assim que tiver lido, comento o texto. A editora é a EDUFBA.

Abaixo texto da orelha:

O livro Comunicação e Mobilidade - Aspectos Socioculturais das Tecnologias Móveis no Brasil, organizado por André Lemos (UFBA/CNPq) e por Fábio Josgrilberg (Metodista, SP), oferece ao leitor uma coleção de artigos que traçam um panorama completo e atual da comunicação móvel no Brasil. Os artigos abordam diversas temáticas relevantes para a compreensão complexa do fenômeno, como a relação das tecnologias móveis de comunicação com o corpo, a cidade, a vigilância, a arte, o jornalismo, as mídias locativas e a inclusão digital. Os artigos foram originalmente publicados em inglês na revista eletrônica canadense "Wi - Journal of Mobile Media" (http://wi.hexagram.ca), em julho de 2009, e é a primeira contribuição brasileira no campo a ter uma projeção internacional.

A obra está inserida no contexto atual da computação móvel e ubíqua, oferecendo ao leitor uma visão geral do impacto das redes sem fio e dos telefones celulares no Brasil. Escrito pelos mais importantes pesquisadores do tema na área das ciências sociais aplicadas no país, o livro faz uma radiografia das múltiplas apropriações dos dispositivos móveis mostrando a sua influência nas relações sociais, econômicas, políticas e culturais. Comunicação e Mobilidade é leitura obrigatória para pesquisadores, estudantes de graduação e interessados em compreender os rumos e as perspectivas das tecnologias de comunicação móvel e seus usos no Brasil.

22 de dez de 2009

Último Enfoque Vila Brás de 2009

O Enfoque Vila Brás, cês sabem, é o jornal-laboratório de caráter popular da Unisinos que tive a honra de coordenar nos dois últimos anos, por meio da disciplina de Redação Experimental em Jornal.

Foi, sobretudo, uma experiência muito legal, à medida que, por meio do Enfoque - e do Blog Enfoque Vila Brás - pudemos experimentar, desde a sala de aula, esta nuança tão rica quanto incompreendida do jornalismo a que chamamos de Jornalismo Popular.

É o caso da edição de dezembro, a terceira do semestre de 2009/2, onde perguntamos aos moradores da Vila Brás, um dos núcleos mais carentes de São Leopoldo, como havia sido o ano de 2009 para eles.

O resultado, uma vez mais, ficou muito bacana.

Confira a edição em PDF por aqui.

Unicom acaba de sair do prelo

O segundo Unicom de 2009/2 acaba de sair do prelo, todo bonito, todo prosa.

Com isso, fechamos este ciclo, iniciado há alguns semestres, e nos preparamos para o novo projeto gráfico-editorial do jornal laboratório do curso de jornalismo da Unisc, que será trabalhado com a turma de produção em mídia impressa do próximo semestre.

Enquanto este dia não chega, entre por aqui para observar o grau de maturidade que os alunos da Unisc atingiram quando o assunto é reportagem.

Quem quiser uma cópia em papel pode apanhá-la sem custos no Curso de Comunicação Social – Jornalismo da Unisc, que fica no Bloco 15 – Sala 1506. O telefone é (51) 3717-7383. A Unisc se localiza na Avenida Independência, 2293, Bairro Universitário, em Santa Cruz do Sul. O CEP é 96815-900.

Os merecidos créditos: Editora, Emanuelle Dal-Ri; Sub-edição, Luana Rodrigues; Produção,Tatiane Lawish e Nairo Orlandi; Reportagem, Aline Silva, Álvaro Neuwald, Ana Paula de Andrade, Emanuelle Dal-Ri, Heloísa Poll, Luana Rodrigues, Maria Clara Reis, Nairo Orlandi, Pedro Garcia, Tatiane Lawisch, Tiago Garcia, Wesley Soares; Diagramação, Henrique Scherer, Larissa Griguc e Ana Paula de Andrade. Direção de arte, Henrique Scherer; Capa, Amanda Mendonça, Henrique Scherer e Maria Clara Reis.

Meus parabéns a todos.

21 de dez de 2009

Chão de giz

Incrível como esta música segue sendo relevante.

Dedico ela a você.

O Racionais MC's está se midiatizando?

A edição 39 da Rolling Stone chegou às bancas com uma surpresa muito legal. E com uma decepção na mesma proporção. Refiro-me à matéria Eminência Parda, com ninguém menos que Mano Brown, o líder do pra lá de bom Racionais MC's.

O muito legal fica por conta do repórter André Caramante e do fotógrafo Rui Mendes terem conseguido desentocar uma das figuras mais avessas à mídia do cenário musical brasileiro, à revelia do gênero. E terem realizado, com ela, total de 15 horas de entrevistas durante quatro encontros, mais sessões de foto e audiências de músicas inéditas.

O broxante fica por conta do fato de Mano Brown, pra quem não lembra, sempre ter dito que era contra a grande mídia, que não dava entrevista, que estava se lixando pra isso e pra aquilo e blá, blá, blá. No entanto, não há uma linhazinha sequer sobre o because da coisa; sobre o por que de ele ter ficado tanto tempo em silêncio e finalmente decidido falar. No máximo, ao final do segundo parágrafo, um prosaico "É a hora! Tenho coisas pra falar: querem me ouvir, vou falar."

Não que a matéria seja ruim, afinal é da RS que estamos falando, apesar da diagramação, como sempre pesada. O que vemos, nela, é uma espécie de "museu de grandes novidades", nas palavras de Cazuza, em que o Mano Brown reflete sobre seu caminho, sua vida, a dos que lhe são próximos e por aí afora.

Nada que não se saiba, nada que não se imagine.

Chato que sou, acho mesmo é que o líder dos Racionais se ligou no lance e se deu conta que ser conhecido com grana é ainda melhor que sê-lo por meio de cópias piratas nas bancas dos camelôs. E que, para isso, algum sacrifício é necessário.

Acho mesmo é que o Racionais MC's está se midiatizando, a exemplo do que já fez desde há muito MV Bill, mas esta é outra história.

20 de dez de 2009

Qualidade da informação jornalística

Livro lido, livro comentado/sugerido.

A sugestão, desta vez,é A qualidade da informação jornalística: do conceito à prática, de Carina Andrade Benedeti (Insular,2009). Trata-se do segundo volume da série Jornalismo a Rigor.

O que está posto aqui, como o nome sugere, é uma tentativa de compreensão do conceito de qualidade aplicada ao jornalismo, por meio de dois viéses: de natureza teórica-conceitual (Parte I - Fundamentos conceituais da qualidade da informação jornalística) e pela observação empírica (Parte II - A prática como fonte de respostas).

Leitura necessária, em especial quando nos damos conta que a qualidade usualmente é tratada como uma questão menor no campo acadêmico.

Mais que isso, só lendo o livro.

Carina Andrade Benedeti é mestre em Comunicação Social – linha de pesquisa Jornalismo e Sociedade – pela Universidade de Brasília (UnB) e graduada em Comunicação Social – habilitação em Jornalismo – pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Em 2007, recebeu o Prêmio Adelmo Genro Filho pela dissertação de mestrado publicada neste livro.

19 de dez de 2009

Outro festerê bem bacana

Outro festerê bem bacana se deu ainda na semana passada, desta vez em Santa Cruz do Sul, por ocasião do encerramento da disciplina de Produção em Mídia Impressa, que leciono na Unisc, responsável pelo jornal-laboratório Unicom.

Churrascão pra lá de animado na casa da Ana Paula Andrade (na foto, com o litrão de coca-cola na mão).

Quem é quem na foto: com o espeto de costela, Álvaro Newald. Depois, Wesley Soares (o assador); Emanuelle Dal-Ri. Na fila do meio, Larissa Gricuc, Aline Santos, Tati Lawish e a já referida Ana Paula. Em cima, eu; Luana Rodrigues e Tiago Mairo Garcia. A foto, creio, é de Nairo Orlandi.

Maior orgulho desta galera!

Uma homenagem de respeito

Ganhei o cartaz abaixo ontem à noite, durante jantar-despedida em São Leopoldo com alunos e colegas da Unisinos, onde lecionei nos dois últimos anos.


A homenagem é uma recriação em cima da capa do jornal-laboratório Enfoque Vila Brás, sob minha responsabilidade nos últimos dois anos.

O fato é que moçada da disciplina de Redação Experimental em Jornal, responsável pelo Enfoque, conseguiu me deixar pra lá de emocionado, mas, sobretudo, feliz, agradecido.

Parto da Unisinos para me dedicar exclusivamente à Unisc, onde assumo novas funções, mas levo comigo a saudade desta galera que soube honrar tão bem e com tanta vontade o ser-se jornalista desde a etapa de formação.

A todos vocês, portanto, meu muito obrigado. A gente se vê por aí.

15 de dez de 2009

Coisas de Pedrinho

Pedro, meu filho, anda impossível no alto de seu 1,4 ano.

Ontem, em casa, derrubou o pinheiro de Natal. Que ele mesmo ajudou a montar, diga-se (a foto abaixo foi feita pela Fabi).

Depois, na rua, jogou o boné dentro do laguinho que existe na praça aqui no Centro de Santa Cruz, perto de onde moramos. As carpas, cujas bocas esperavam migalhas, estão em estado de choque até agora.

Hoje pela manhã, segundo a Fabi, antes de sair à rua para passear, o moçoilo jogou a chave da casa pela janela.

Mais tarde, no Boticário, atirou um frasco de perfume no chão, que, evidentemente, quebrou em 20 mil pedaços e deixou a mãe do rapaz, digamos assim, visivelmente constrangida.

Pedro dorme agora. A tarde lhe espera, sorridentemente azul.

14 de dez de 2009

Mídia e identidade gaúcha - lançamento

A amiga e colega de Unisc Ângela Felippi está convidando a todos para o lançamento do livro que organizou em conjunto com o Vítor Necchi (Pucrs) - Mídia e Identidade Gaúcha (Edunisc, 2009).

O lançamento irá ocorrer dia 19 de dezembro, sábado, na Livraria e Cafeteria Iluminura, Santa Cruz do Sul, às 11 horas.

O livro conta com 12 participantes, com suas produções acadêmicas relacionadas à produção simbólica da identidade gaúcha em diversos suportes - jornal, rádio, cinema, televisão, humor, publicidade, internet. O prefácio é de Nilda Jacks (Ufrgs) e o posfácio de Ana Carolina Escosteguy (PUC).

Além delas, como autores de artigos na obra estão Ada Cristina Machado Silveira (Ufsm), Dóris Fagundes Haussen (Pucrs), Daniela Hinerasky (Unifra), Liline Dutra Brignol (Unifra), Flavi Ferreira Lisboa Filho (UFPampa), Mônica Pieniz, Pauline Neutzling Fraga, Valton Neto Chaves Dias,além dos organizadores, Ângela Felippi (Unisc) e Vitor Necchi (Pucrs).

12 de dez de 2009

Jornalismo, fatos e interesses

A dica de leitura de hoje vai para Jornalismo, fatos e interesses: ensaios de teoria do jornalismo (Insular, 2009), de Wilson Gomes, livro que inaugura a série Jornalismo a Rigor, dirigida por Eduardo Meditsch.


A leitura do livro é necessária (e prazeroza, diga-se) já a partir do gênero que se utiliza para discorre sobre o tema proposto: ensaio. Com isso, permite ao autor um posicionamento mais claro em relação ao que está escrevendo, tornando o texto, digamos assim, mais orgânico, com tudo o que isso possa significar.

É o que se observa, por exemplo, em especial na terceira e quarta partes do livro, que abordam, respectivamente, os temas "Jornalismo e interesse público" e "Opinião pública e jornalismo". Nelas, Gomes levanta questões tão importantes quanto inquietantes, sobretudo atuais, como, por exemplo, se o interesse público (ainda) é o princípio fundamental do jornalismo.

Mais que isso, como de costume, só lendo o livro.

Em tempo: Wilson Gomes é Professor Titular de Teoria da Comunicação da Universidade Federal da Bahia e pesquisador (CNPq-1B) do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas daquela universidade.

11 de dez de 2009

Sobre fotografias e fotógrafos

Cheguei e esta por meio de @afmarco, by twitter.

Sobre o que deveria estar nos livros de fotografia.

(Clique na imagem para ver melhor.)

9 de dez de 2009

Alunos da Unisc visitam Gazeta do Sul

Fechamos hoje o semestre na disciplina de Fundamentos de Jornalismo Impresso da Unisc com uma visita ao Grupo Gazeta do Sul, de Santa cruz do Sul.

Foi muito legal porque a moçada que está se iniciando das lides jornalísticas pôde ver de perto como funciona um jornal desde sua concepção até a impressão.

Fizemos mais: visitamos, também, a Rádio Gazeta, o setor de publicações especiais e o portal GAZ.

Uma manhã muito produtiva, enfim, competentemente ciceroneada pelo jornalista Ricardo Düren e pela relações públicas do Grupo Gazeta, Emily Gamartz.


Na foto, não necessáriamente nesta ordem, Andrei Oestreich, Carolina Schmidt, Cassiane Rodrigues, Débora Kist, Gabriela Meller, Jonara Raminelli, Juliana Eichwald, Juliana Spilimbergo,Letícia Pereira, Lucas Bohn, Marília Gehrke, Maurício Beskow, Mirian Flesch, Rui Borgmann, Vanessa Costa de Oliveira e eu.

ATUALIZAÇÃO:
A notícia foi publicada na Gazeta do Sul de quinta-feira, 10 de dezembro.

5 de dez de 2009

Metamorfoses 2 é lançado em Santa Cruz

O lançamento do livro Metamorfoses jornalísticas 2: a reconfiguração da forma (Edunisc, 2009) em Santa Cruz, realizado na manhã deste sábado, na Livraria e Cafeteria Iluminura foi muito bacana.

Em especial pela presença de tantos amigos queridos, como sugerem os registros abaixo.

Com isso, encerramos a fase 2009 de lançamentos do Metamorfoses 2 e vamos aos poucos nos preparando para 2010, que logo logo estará entre nós e que, com certeza, promete.

O Metamorfoses Jornalísticas 2 foi organizado por mim e por Fernando Firmino da Silva.

Acima, da esquerda para a direita, as amigas e alunas da Unisc Vanessa Kannenberg e Ana Cláudia Schuh.

À minha esquerda, Letícia Mendes Pacheco; à direita, Sancler Ebert, amigos e ex-alunos da Unisc, respectivamente repórteres de Zero Hora e Gazeta do Sul.

4 de dez de 2009

A escola de jornalismo

A sugestão de leitura da semana vai para o livro "A escola de jornalismo - a opinião pública", de Joseph Pulitzer (Insular, 2009), cuja leitura acabei há pouco.

O texto é importante, em primeiro lugar, porque é a primeira vez que é traduzido para o vernáculo, mas também porque representa uma vigorosa defesa do ensino superior em jornalismo a partir de ninguém menos que Joseph Pulitzer. Trata, portanto, de formação em jornalismo, o que o torna ainda mais indispensável.

Contextualizando: a pedido do editor da The North American Review, Pulitzer escreve um artigo em defesa da Escola de Jornalismo da Universidade de Colúmbia, que ajudara a criar por meio de uma generosa quantia em dinheiro. Isso em resposta às críticas que a mesma vinha sofrendo. Ao fazê-lo, acabou por estabelecer as grandes diretrizes do jornalismo moderno.

Mais que isso, só lendo o livro.

A edição, bilíngüe, é o terceiro volume da série "Jornalismo a rigor", dirigida por Eduardo Meditsch, parceria entre a Insular e o Programa de Pós-graduação em Jornalismo da UFSC.

A tradução, competente, fica por conta dos irmãos Eduardo e Jorge Meditsch.

1 de dez de 2009

Lançamento do Metamorfoses 2 será dia 5


O lançamento, desta vez, será na Livraria e Cafeteria Iluminura, bem no Centro de Santa Cruz do Sul.

Clicando no cartaz você visualiza melhor os dados.