28 de dez de 2007

Band diz não para o Comando da Madrugada

Pegue esta do Comunique-se, a partir de matéria de Miriam Abreu: "Problemas de faturamento fizeram com que a direção da Band decidisse tirar do ar o programa semanal Comando da Madrugada. O apresentador Goulart de Andrade afirma que não está “ofendido, nem aborrecido, nem magoado” com a emissora, mas lamenta que hoje a televisão seja uma “vitrine de celebridades”, palavra que, aliás, ele detesta. O jornalista recebeu propostas e deve continuar no Grupo Bandeirantes.
Considerado o repórter com mais tempo de atividade em televisão, Goulart de Andrade comemora 52 anos no meio que, para ele, tem muitas definições, como "circuito antropológico". “Acho que esse modelo de correr atrás de patrocínio e ter comerciais de 30 segundos está falido”, analisa.
Ele confessou ao Comunique-se que sente falta de um perfil "mais comunicativo com a sociedade”, como na época em que trabalhou para a TV Rio, quando havia um “conteúdo a oferecer muitíssimo mais interessante”, embora a estética ficasse devendo. “Mas era algo mais romântico, não no sentido pejorativo da palavra”. “Somos responsáveis pela formação da opinião.”

17 de dez de 2007

Olha o Unicom novo aí gente!

Demorou, mas finalmente está pronta a última edição do Unicom - o jornal-laboratório do curso de jornalismo da Unisc, by Santa Cruz do Sul - de 2007. A temática é voltada à cobertura ambiental.
Nossos alunos trataram de assuntos como o desaparecimento das colméias em Santa Cruz do Sul; os problemas no abastecimento de água potável na região; os novos desafios enfrentados pelos orquidófilos; as poluídas águas do Arroio Grande e paraísos que estão por desaparecer, para ficarmos em alguns.
O Unicom, a exemplo dos demais exemplares produzidos este ano, foi concebido de forma interdisciplinar: o conteúdo editorial ficou aos cuidados das turmas de Jornalismo Especializado, Técnicas de Reportagem e Impresso II. As fotografias foram feitas pelos alunos da turma de Fotojornalismo II. Já os anúncios foram criados pelas turmas de Redação em Publicidade e Propaganda e Direção de Artes I.
A capa é de Lázaro Paz Fanfa, sobre foto de Márcial Melz. Já a diagramação ficou aos cuidados de Gelson Pereira e Poliana Pasa. A Sancler Ebert coube a produção. Trabalharam como repórteres os alunos Carina Weber, Daniela Horta, Lucas Nobre, Márcia Melz, Mariane Selli, Poliana Pasa e Rodrigo Nascimento.
Com isso, terminamos o ano com quatro jornais, um mais bonito que o outro.
O Unicom está disponível na Secretaria do Curso de Comunicação Social da Unisc; bloco 15 - Sala 1506.Quem quiser um exemplar deve procurar diretamente na secretaria do curso (Av. Independência, 2293 - bairro Universitário, Santa Cruz do Sul - Bloco 15, sala 1506, ou pelo (51) 37177383) Grande abraço a todos e boas férias.

16 de dez de 2007

Clap! Clap! Clap! Clap!

Transcrevo, na íntegra, post que chupei do blog Estúdio Pinel, do grande Gabriel Renner, um cara por quem nutro grande respeito desde os tempos do ABC Domingo: "O curta de desanimação produzido por mim e pelo Christian Caselli foi premiado no 2º Festival Internacional de Arte em Mídias Móveis com o SEGUNDO LUGAR. Agradecemos imensamente a todos aqueles que votaram no filme, o que se transformou num grande incentivo para a produção de mais material desse perfil. Segue aqui, o texto publicado no site do concurso, os critérios dados a nossa premiação: "...Já o segundo prêmio foi dedicado ao trabalho que soube usar os recursos de gravação da forma mais simples e tomando os artesanais recursos do desenho. Além disso é um trabalho bastante adequado para ser visualizado nos aparelhos de celular. Por estes motivos o prêmio de segundo lugar ficou com "O paradoxo da espera do ônibus" de Christian Caselli".

12 de dez de 2007

Festa da redação do VS

O "momento" em questão diz respeito à festa de fim de ano da redação do Jornal VS, na sexta-feira passada, que literalmente matou a pau de tão criativa e animada. Houve show de rock; performances as mais diversas e teatro, para ficarmos em três. Sem falar no dancerê, claro. No registro, a repórter mais seqüelada do mundo, Camila Severo, entrega a este que vos tecla o troféu "Pior repertório". Logo a mim, que que acho minhas work songs tããããã bonitinhas... Sentirei saudades desta moçada.

10 de dez de 2007

A quem interessar possa II

Esta semana materializei uma das decisões mais importantes de minha vida: meu desligamento do jornalismo em seu aspecto redação. Compartilho a novidade com vocês agora. Significa que, a partir do dia 7 de janeiro, dedicarei meus esforços jornalísticos exclusivamente à pesquisa e à sala de aula. Não foi uma decisão fácil; lá se vão 23 anos de redação, com passagem pelos jornais Zero Hora, Jornal do Comércio, Folha de Hoje (in memoriam), Exclusivo, Jornal NH, ABC Domingo e Jornal VS, sem falar nos frelas; nos trabalhos em assessoria de imprensa e nas rádios por onde passei, para ficarmos em alguns. Por que isso agora? Basicamente porque estou cansado (são três empregos!!!), mas também porque penso que alguma coisa já foi feita. É preciso, então, direcionar melhor os esforços, estudar mais, aprender mais. Isso será feito de uma forma mais imediata por meio do doutorado, que encerro ano que vem. Mas também pelo trabalho em sala de aula e pelo viés da pesquisa. Quero agradecer do fundo de meu coração a cada um de vocês que estiveram, de uma forma ou de outra, junto a mim ao longo deste caminho. A gente se vê por aí. Valeu!

9 de dez de 2007

Um passeio pelo Rio dos Sinos

A foto aí do lado é de um passeio que a moçada do jornal VS, by São Leopolo, fez no sábado passado a bordo do barco do Instituto Martim Pescador pelo Rio dos Sinos. O roteiro se iniciou em São Leopoldo e seguiu até a foz do Arroio Portão, onde as quase cem toneladas de peixes foram assassinadas ainda no ano passado. Conversando com Henrique Prietto, presidente do Instituto e ao meu lado na foto, salientei a importância do trabalho que ele desenvolve em prol da preservação do Sinos. Da forma mais interessante possível: mostrando o rio às pessoas. Daqui a uma ou duas gerações, quem sabe, as pessoas se darão conta que há um rio que passa entre as cidades e que é preciso amá-lo para além da água que ele nos fornece.

A quem interessar possa I

Não tenho tido muito tempo para postar aqui neste blog - final de ano é duro, cês sabem - mas esta notícia é por demais boa para ficar guardada: lá por junho ou julho do ano que vem serei pai novamente! De Pedro, ou Antônia, ainda não sabemos. Ao que pergunto: já tendo uma filha, Verônica, que a cada dia que se passa não cansa de me surpreender pela grandeza que somente as crianças sabem ter; e sabendo que agora, 12 anos depois, a luz se faz novamente por meio de uma mulher de beleza rara (a Fabi) - sentido lato da expressão - o que mais um homem pode querer além de ser feliz? Compartilho, pois, com vocês esta tão grande quanto doce novidade. Ia esquecendo: a julgar pelas evidências, teremos mais um (ou dois) gremista (s) entre nós...