30 de set de 2009

Bate Papo Pilhado começa a tomar forma

Este semestre está sendo muito bacana em termos de realizações em nível de extensão.

Refiro-me, desta vez, ao projeto Na Pilha!/Unisc, parceria entre o jornal Folha do Mate, de Venâncio Aires, e o curso de Comunicação Social da Unisc.

A primeira reunião do grupo foi realizada no início da tarde de terça, em Venâncio, e foi muito bacana: nela, decidimos os passos que realizaremos no projeto, bem como datas e prazos a serem cumpridos.

A idéia é cobrirmos o evento "Bate-papo Pilhado – Pra que lado eu vou?", um grande encontro com alunos de terceiros anos de todas as escolas de Venâncio Aires sobre vocação profissional. Dia 20 de outubro, às 9 horas, no auditório do Colégio Aparecida.

Na foto, sorridentes, da esquerda para a direita,na fila da frente, Yaundé Backes Narciso (aluna); Paula Carvalho (gerente comercial da Folha do Mate), Marília Nascimento (aluna), Diana Azeredo (aluna, prima e repórter do Na Pilha!), Ana Flávia Hantt (aluna e editora do Na Pilha!).

Atrás, os alunos João Caramez, Pedro Piccoli Garcia e eu. A foto é do Caco, editor da Folha do Mate.

Mais ao fundo, a igreja matriz de Venâncio Aires.

Abaixo, a moçada fazendo pose.

27 de set de 2009

Cultura digital.BR disponível em PDF

Eis uma boa notícia: Rodrigo Savazoni e Sérgio Cohn estão disponibilizando, em pdf, o livro Cultura Digital.BR. A organização é deles e a supervisão de José Murilo Jr. e Álvaro Malaguti, integrantes da coordenação executiva do Fórum da Cultura Digital Brasileira.

Eles explicam do que se trata: "O livro é o nosso caderno de provocações. Pretendemos com esse trabalho estimular a rede a refletir sobre os desafios contemporâneos. A partir de conversas abertas com pensadores de diversas áreas do conhecimento, procuramos mapear as principais questões que circundam a cultura digital. Trata-se da abertura de um diálogo".

Cultura Digital.BR possui entrevistas de Alfredo Manevy, André Lemos, André Parente, André Stolarski, André Vallias, Antonio Risério, Bernardo Esteves, Claudio Prado, Eduardo Viveiros de Castro, Eugênio Bucci, Fernando Haddad, Franklin Coelho, Gilberto Gil, Guido Lemos, Hélio Kuramoto, Jane de Almeida, Juca Ferreira, Ladislau Dowbor, Laymert Garcia dos Santos, Lucas Santtana, Marcelo Tas, Marcos Palácios, Ronaldo Lemos, Sergio Amadeu e Suzana Herculano-Houzel.

26 de set de 2009

Seacom da Unisc foi marcante

A XIV Semana Acadêmica da Comunicação (XIV Seacom) da Unisc, que se encerrou na sexta, foi marcante sob muitos aspectos, a começar pela qualidade das pelestras e oficinas que se realizaram ao longo do período.

Digo isso por ter coordenado a cobertura do evento que os monitores e voluntários da Agência Experimental de Jornalismo da Unisc realizaram, aos meus olhos de forma muito competente, mas também a partir das impressões que os alunos trouxeram até mim. Ou seja, deu tudo certo. E bem.

Coube a mim a condução do trabalho de três convidados: Gabriel Renner, de quem já falei; Luiz Zini Pires, editor de cultura de Zero Hora; e, finalmente, o casal Ana/Eduardo De Zottis, da De Zottis Comunicações.

A pelestra de Zini Pires foi muito importante porque, mais do que falar de jornalismo cultural, observou que, para fazê-lo, é preciso doses equilibradas de competência, conhecimento, e, sobretudo, ética. Uma noite marcante a de quinta-feira, 24 de setembro, sem dúvida.

A foto abaixo, da palestra do Zini, é de Vanessa Kannenberg, monitora da Agência de Jornalismo.


A manhã seguinte (sexta, 25/09), para ficarmos na esfera dos meus convidados, foi igualmente marcante, à medida que Ana e Eduardo De Zotti têm mais de 20 anos de experiência em assessoria de imprensa e são proprietários, desde há muito, de seu próprio negócio. Deram uma verdadeira aula de como se deve proceder quando o assunto é autonomia e empreendedorismo em jornalismo.

Já foto abaixo, da palestra de Ana e Eduardo De Zottis, é de Marília Nascimento, monitora da agência de jornalismo da Unisc.


Para saber como foi a cobertura que a moçada fez da XIV Seacom, entre no site oficial. Lá você encontra, além das matérias sobre todos os eventos da seacom, vídeos, fotos e perfil/currículo dos convidados.

Selecionados do projeto Na Pilha!/Unisc


Eis a lista dos alunos que irão integrar a primeira edição do projeto Na Pilha!/Unisc.

O primeiro encontro será às 14h30 do dia 29 de setembro, terça-feira, na Folha do Mate, em Venâncio Aires.

22 de set de 2009

Projeto Unisc/Na Pilha! seleciona na quinta

Mais um projeto entre o curso de Comunicação da Unisc, onde também leciono, e o mercado de trabalho - neste caso com o jornal Folha do Mate, de Venâncio Aires - começa a tomar forma esta semana. Isso porque, na quinta-feira, estarei realizando a seleção, na Agência Experimental de Jornalismo, dos candidatos que irão participar do projeto "Bate-papo Pilhado – Pra que lado eu vou?".

A idéia é cobrir (de todas as formas possíveis, inclusive por meio de uma edição especial do Na Pilha! - suplemento jovem da Folha do Mate) os debates que os alunos do Ensino Médio de todas as escolas de Venâncio Aires estarão integrando sobre vocação profissional. O evento se realiza às 9 horas dia 20 de outubro, no auditório do Colégio Aparecida. Mais informações no Blog do Na Pilha!.

Já a seleção é na manhã desta quinta, 24, na Agência Experimental de Jornalismo da Unisc.

Gabriel Renner realiza palestra na Unisc


O segundo dia da XIV Semana Acadêmica da Comunicação da Unisc (XIV Seacom) se iniciou muito bem hoje cedo, por meio da palestra do ilustrador de Zero Hora Gabriel Renner. Os trabalhos foram coordenados por mim (foto acima, de Fábio Goulart).

Gabriel, mais que um amigo, é um cara talentoso pacas, com quem trabalhei nos jornais NH e ABC Domingo, do Grupo Editorial Sinos, e com que aprendi um bocado quando assunto é o casamento entre imagens criativas e jornalismo. Hoje ele é ilustrador de Zero Hora e Diário Gaucho.

E foi justamente este o grande recado de sua fala, que não ficou apenas no jornalismo e que durou exatas duas horas, sem contar as perguntas da moçada, que foram muitas.

Na verdade, a manhã foi repleta de toques/ilustrações do trabalho deste meu amigo, de quem ainda vamos ouvir falar muito: à medida que dizia de sua carreira profissional, ilustrava a fala com exemplos de seu trabalho, que tem a ver com ilustrações, personagens e imagens em movimento (veja vídeo abaixo), para ficarmos em três.



Quer saber mais sobre Gabriel Renner? Visita o blog Pinel Comics.

Sobre sua palestra? Eis o caminho.

As fotos da palestra estão aqui.

Para acompanhar as notícias da XIV Seacom da Unisc, entre aqui.

XIV Semana da Comunicação, by Unisc

Confira abaixo, por meio do jornal-mural Diz Aí (clique nele para ampliar a imagem), a programação da XIV Semana Acadêmica da Comunicação da Unisc, que se iniciou ontem e segue até sexta-feira.

Você pode acompanhar os trabalhos por meio do site da Agência Experimental de Jornalismo, que está cobrindo o evento: entre por aqui.

18 de set de 2009

Focas do Quê? está trabalhando

A moçada da foto aí participou, ontem, da primeira reunião do projeto Focas do Quê?, parceria entre o jornal Gazeta do Sul e a Unisc por meio do suplemento jovem Quê?

A idéia é que os estudantes de Comunicação da Unisc (no grupo, das habilitações de jornalismo e produção em mídia audiovisual) produzam uma edição inteira do Quê, desde a concepção até a finalização.

Na foto de Heloisa Pool, aparecem, da esquerda para a direita, lá atrás, Guilherme Mazuí, Gelson Santos Pereira, Jaqueline Lara, Allan Zuchetti Monteiro, Bruna Matos, Lucas Baumhart.

Mais à frente, e ainda de pé, Bruna Travi, Sancler Ebert, Ana Paula Rabuske, Renan Siilva, Juliana Eichwald, Danielle Rubim, Cassiane Rodrigues, Emilin Grins, Amanda Mendonça e eu.

À frente, junto à mesa, Jansle Appel, Fábio Goulart e Luís Eduardo.

Integra o grupo, ainda, Ana Cláudia Schuh, que não está na foto porque teve de sair voando antes de a reunião terminar, quando o registro foi feito.

Galera cheia de talento e vontade, que, com certeza, vai fazer acontecer.

15 de set de 2009

Projeto Quê?/Unisc: selecionados

Como referi em post anterior, temos, na Unisc, alguns projetos bem bacanas, que buscam fundamentalmente aproximar os alunos da graduação do mercado de trabalho.

Um deles, o Quê?/Unisc, cuja seleção realizamos esta semana, está em sua quarta edição e é feito em parceria com o jornal Gazeta do Sul.

A idéia é que os alunos realizem, da concepção ao produto final, uma edição inteira do Caderno Quê?, suplemento jovem da Gazeta.

Outra linguagem, outra forma; sobretudo, exercício aplicado de criatividade jornalística.

Abaixo, a lista dos selecionados (deu um trabalho danado escolher todo mundo; alguns ficaram de fora, mas o resultado final estáa aí embaixo).

A arte do cartaz é de Gelson Santos Pereira, que hoje trabalha na Gazeta e que é o responsável pelo projeto gráfico do Quê?, desenvolvido por ele na primeira edição da parceria.

14 de set de 2009

Lançamentos do Metamorfoses 2

A quem interessar possa: o primeiro lançamento do livro Metamorfoses jornalísticas 2: a reconfiguração da forma (Edunisc, 2009), organizado por mim e por Fernando Firmino da Silva, será realizado às 18h30 do dia 14 de novembro de 2009, um sábado, na 55ª Feira do Livro de Porto Alegre. O livro também será lançado no III Simpósio Nacional ABCiber, de 16 a 18 de novembro, e no 7º Encontro da SBPjor, de 25 a 27 de novembro.

Em linhas gerais, Metamorfoses jornalísticas 2: a reconfiguração da forma busca compreender não apenas o momento evolutivo em que nos encontramos, mas, principalmente, as formas e processos que se instauram a partir do cenário de profunda imersão tecnológica em que o jornalismo se encontra.

Trata-se de uma espécie de mapa por meio do qual busca-se sistematizar não apenas as mudanças que se observam nos dispositivos midiáticos-comunicacionais quando se estruturam em rede em uma escala de dimensões planetárias, mas, também, no que tange às novas formas de se exercer e estruturar o jornalismo.

O livro é composto pelos seguintes autores-pesquisadores: Alex Primo (apresentação), Lia Seixas, Raquel Recuero, Cláudio Paiva, Carlos D’Andrea, Fernando Firmino da Silva (org.), Antônio Fausto Neto, Demétrio de Azeredo Soster (org.), Jairo Ferreira, Fabiana Piccinin, Águeda Miranda Cabral, Adriana Alvez Rodrigues, José Afonso Júnior, Nelia Del Bianco e Jair Giacominni.

13 de set de 2009

Dois movimentos dignos de nota

Dois projetos, a meus olhos muito importantes para os jornalistas em fase de formação, estão em andamento na Unisc neste momento. Tratam-se de ações realizadas em parceria com jornais da região, que aproximam os jovens aprendizes do mercado e lhes possibilitam oportunidades de aprendizado que usualmente só teriam após o final da graduação. Refiro-me ao projeto Quê?/Unisc, parceria com a Gazeta do Sul, de Santa Cruz do Sul; e o Na Pilha!/Unisc, em conjunto com a Folha do Mate, de Venâncio Aires.

No primeiro caso, - Quê?/Unisc -, a seleção foi realizada na sexta-feira passada, na Agência Experimental de Jornalismo da Unisc, que coordeno. Os alunos selecionados terão sob sua responsabilidade elaborar uma edição do Quê?, desde a pauta até a elaboração do jornal propriamente dita. Esta é a quarta edição do programa, que, pela Gazeta é coordenado pelo editor Jansle Appel Jr, enquanto que, pela Unisc, por mim. A foto abaixo é da capa da terceira edição do programa.


O outro projeto, - Na Pilha!/Unisc -, este em sua primeira edição e cuja seleção se realiza dia 24 de setembro, uma quinta, também implica a participação dos alunos na confecção do suplemento jovem. A diferença é que, desta vez, os alunos estarão focados na cobertura de um evento a ser realizado junto aos alunos do Ensino Médio de Venâncio Aires, além da confecção do caderno. O projeto é coordenado, pela Folha do Mate, pela editora Ana Flávia Hant, enquanto que, pela Unisc, por mim.


Tratam-se de dois movimentos, como dissemos, muito importantes para a formação dos futuros jornalistas, basicamente porque permitem que academia e mercado de trabalho dialoguem mais de perto antes mesmo do final da graduação, o que é bom para todos. O que também nos ajuda a compreender porque a Unisc foi eleita a segundo melhor curso de jornalismo do Estado pela revista Imprensa, e a sexta em termos de Região Sul.

8 de set de 2009

Z, a cidade perdida

O final de semana e o feriado foram bons em muitos sentidos, mas também porque aproveitei para ler Z, a cidade perdida (Cia das Letras, 2009), do jornalista David Grann, repórter da revista The New Yorker desde 2003.

Em síntese, o livro conta as aventuras do explorador britânico Percy Fawcett, que, em 1925, foi atrás daquela que prometida ser uma das maiores aventuras arqueológicas da história: a cidade perdida de "Z", uma espécie de Eldorado que estaria localizado no coração da floresta amazônica.

Fawcet, um especialista em Amazônia, embarcou na aventura junto de um de seus filhos, - Jack, de 21 anos -, e Raleigh, um amigo deste, para nunca mais voltar. Sua aventura serviu de mote para centenas de expedições, para muitos delas uma aventura fatal.

Mas o livro, que vai virar filme na seqüência por meio da Paramount Pictures, com direção de James Gray e Brad Pitt no papel principal, é bom também porque traz em suas páginas um retrato muito interessante do processo de mapeamento da Amazônia por meio do trabalho de exploradores da Real Sociedade Geográfica (RSG) da Inglaterra, pouco conhecido por estes lados.

Também pelo que significou para o jornalista David Grann a reportagem, haja vista que, para fazê-la, literalmente se embrenhou na floresta. E voltou.

Mais do que isso, só lendo o texto.

Recomendo a leitura para os que têm jornalismo nas veias.

5 de set de 2009

Imprensa destaca cursos de jornalismo

Acabo de ficar sabendo, primeiro por meio do jornal Gazeta do Sul e depois pelo Portal Imprensa, que duas das universidades onde leciono estão entre as três mais importantes do Estado em termos de jornalismo. São elas, respectivamente, a Unisc (segundo lugar) e a Unisinos (terceiro lugar). O primeiro lugar, no Estado, ficou com a PUC de Porto Alegre, que em termos nacionais está em décima posição (a liderança é da Casper Líberto, de São Paulo).

No Estado, o ranking ficou assim constituído:

01. Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS, Porto Alegre, RS)
02. Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC, Santa Cruz do Sul, RS)
03. Universidade do Vale do Rio do Sinos (Unisinos, São Leopoldo, RS)

Em termos de Região Sul, a PUC segue líder, mas as posições de Unisc e Unisinos alternam-se em sexta e sétima:

01. Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS, Porto Alegre, RS)
02. Universidade Estadual de Londrina (UEL, Londrina, PR)
03. Instituto Superior Educacional Luterano Bom Jesus (IELUSC, Joinville, SC)
04. Faculdade Metropolitana Londrinense (UMP, Londrina, PR)
05. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC, Florianópolis, SC)
06. Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC, Santa Cruz do Sul, RS)
07. Universidade do Vale do Rio do Sinos (Unisinos, São Leopoldo, RS)
08. Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul, Tubarão, SC)
09. Universidade Tuiuti do Paraná (UTP, Curitiba, PR)
10. Centro Universitário de Maringá (Cesumar, Maringá, PR).

Na região Sul, de acordo com a matéria, a lista é composta tanto por faculdades tradicionais, públicas ou privadas, quanto por cursos abertos recentemente, em que o investimento em tecnologia e um conjunto de disciplinas mais contemporâneas se destacam positivamente. "Para avaliar as faculdades, foram utilizados critérios como titulação e experiência profissional do corpo docente, infraestrutura e experiência laboratorial, projeto pedagógico e presença no mercado, por meio de pesquisa com editores de cada uma das regiões, que indicaram quais faculdades se destacam nos processos seletivos profissionais", diz o texto do site. O ranking completo será publicado na edição de outubro da Revista Imprensa.

Por trabalhar na Unisc e na Unisinos, entendam, estou particularmente feliz com o resultado.

Confiram a matéria completa por aqui.

3 de set de 2009

Unisc oferece curso superior em fotografia

Se me permitem, uso este espaço para divulgar, por relevante, o curso Superior de Tecnologia em Fotografia da Unisc, idealizado/promovido/organizado por meu amigo e colega Alexandre Borges. O vestibular está marcado para o final do ano (vestibular de verão
de 2010).

Alguns pontos importantes em relação ao curso:

Duração: 6 semestres (3 anos)
Turno das aulas: noite
Dias de aula: de segunda a quinta-feira.

Dentre as disciplinas do curso constam técnica fotográfica, estética e cultura midiática, comunicação, percepção visual e semiótica, iluminação, oficina de criação fotográfica, poéticas audiovisuais, fotografia digital, empreendedorismo, legislação e ética aplicada, prática laboratorial fotográfica, fotojornalismo etc.

A grade curricular do curso pode ser vista por aqui.

Importante salientar também que o curso Superior de Tecnologia em Fotografia é equivalente ao curso de graduação, ou seja, no término do curso este profissional torna-se graduado (Tecnólogo em Fotografia), podendo posteriormente cursar especializações, mestrado e doutorado.

O trabalho de conclusão do curso constitui-se na construção de um portfólio representativo em relação ao trabalho do próprio aluno.

Mais informações pelo e-mail adaviborges@gmail.com, ou, ainda, pelo telefone do Departamento de Comunicação Social da Unisc, (51) 3717-7383.

1 de set de 2009

O anternativo e o popular em revista

Acabo de receber, por e-mail, e repico, por relevante, notícia dando conta de veiculação, via web, do primeiro número da revista Alter Jor, dedicada ao jornalismo anternativo e popular. Artigos, ensaios, perfis e reportagens sobre dois dos assuntos que, apesar de pouco estudados nas fileiras acadêmicas, estão cada vez mais em evidência no cenário jornalístico em que nos encontramos.

O "quem somos" do site dá o recado: "O Alterjor é Grupo de Pesquisa de Jornalismo Popular e Alternativo que reúne professores, pesquisadores, estudantes de graduação e pós-graduação e profissionais que se interessem em desenvolver estudos e pesquisas em jornalismo popular e alternativo. O grupo é sediado no Departamento de Jornalismo e Editoração da ECA/USP e se rege pelas normas da Portaria Interna ECA 03/2008 e o seu regimento interno. (...)"

O expediente: Dennis de Oliveira e Luciano Victor Barros Maluly (editores). Também Egle Müller Spinelli, Eliza Bachega Casadei, Enio Moraes Júnior, Guilherme Jerônymo Pereira Hernandes e Oliveira, Luiza Helena Gonçalves Caires e Rafael Duarte Oliveira Venancio (comissão editorial).

Sobre este assunto, vale salientar que desenvolvo, na Unisinos, junto com os alunos da disciplina de Redação Experimental em Jornal, o Enfoque Vila Brás, jornal popular com face digital por meio de um blog: o Blog Enfoque Vila Brás. Passe lá. Confira.