12 de fev de 2010

Ao vivo de Bagdá

Aos que, como eu, têm nos filmes um importante suporte didático às aulas de jornalismo, algumas palavras a respeito de Ao vivo de Bagdá, de Mick Jackson e com Michael Keaton e Helena Carter no elenco.

Sobre a invasão do Iraque pelos Estados Unidos, na década de 90, e a cobertura realizada pela CNN àpoca.


Ilustra bem, por exemplo, alguns aspectos (na verdade, dificuldades) do trabalho jornalístico, em especial a relação entre repórter/fonte; repórter/repórter e repórter/instituição jornalística.

No caso repórter/fonte, as implicações éticas e morais da aproximação, que, não raro, coloca em risco a vida/integridade de quem é entrevistado, mas também manipula o primeiro.

A aproximação repórter/repórter é interessante, por outro lado, à medida que ambienta as tensões inerentes a um cenário de cobertura múltipla, com as inevitáveis disputas pelo furo e os conflitos interpessoais, passionais ou não, entre colegas da mesma equipe/emissora.

Nesse sentido, vale destacar, no filme, a presença institucional das emissoras, ou seja, a relação entre jornalista e a empresa para quem trabalham: pressões, frustrações, erros etc.

Isso para ficarmos em alguns dentre tantos aspectos interessantes de se trabalhar em aula a partir do Ao vivo em Bagdá: vale para as disciplinas de técnicas de reportagem, tevê, jornalismo internacional, ética etc.

O filme falha, no entanto, à medida que empresta à CNN uma dimensão, digamos, épica, e esquece, por exemplo, que não foi deles o furo do bombardeio à Bagdá de Saddam Hussein, mas sim de Carlos Fino, à época repórter da RTP, de Portugal.

Saiba um pouco mais sobre isso nesta entrevista que Fino concedeu a Silvia Moretzohn, veiculada no Observatório de Imprensa e cujo conteúdo pode ser conferido no livro A guerra ao vivo (Verbo, 2003).

De qualquer sorte, a quem não o fez, recomendo que assista o filme.

A ficha técnica (Adorocinema):

Título original:Live From Baghdad
Gênero:Drama
Duração: 1h49min
Ano de lançamento:2002
Estúdio:HBO Films / Industry Entertainment
Direção: Mick Jackson
Roteiro:Robert Wiener, Richard Chapman, John Patrick Shanley e Timothy J. Sexton, baseado em livro de Robert Wiener
Produção:George W. Perkins
Música:Steve Jablonsky
Fotografia:Ivan Strasburg
Direção de arte:Ahmed Abounouom e Matthew C. Jacobs
Figurino:Louise Frogley
Edição:Joe Hutshing
Efeitos especiais:Radium Inc./Spectrum Effects Inc.

0 comentários: