17 de out de 2010

A história de uma tragédia

Havia tempo não se redigia neste espaço, não sem motivo, dicas de leitura.

Eis que, neste primeiro domingo de relógios adiantados em uma hora, e ainda na ressaca das mais de duas horas dormidas há pouco, escolho aquecer os dedos com aquele cujo início de leitura se deu ontem e há pouco foi concluída: Caso Kliemann: a História de uma Tragédia, de Celito de Grandi (Edunisc, Literatis, 2010).


Trata-se, o texto, de uma longa reportagem na forma de livro de uma caso que, no Brasil da década de 60, abalou as estruturas políticas e sociais do Rio Grande do Sul, em especial das cidades de Santa Cruz do Sul, onde moro, e Porto Alegre, mas que se espraiou pelo Brasil pré-golpe militar daqueles dias como um rastilho de pólvora.

Uma história envolvendo a violenta morte de Margit, a bela e jovem esposa de um político famoso e em ascensão - o deputado Euclydes Kliemann - e o posterior assassinato deste com um tiro desferido por um adversário político no estúdio de uma rádio, ao vivo.

Ainda no ano passado, o jornalista Ricardo Düren escreveu uma série de reportagens a este respeito em parceria com o também jornalista e historiador Guido Kuhn.

O texto, veiculado no jornal Gazeta do Sul, de Santa Cruz do Sul, um dos palcos da tragédia, ganhou injustamente o segundo lugar do prêmio ARI de então.

Digo injustamente porque merecia, a meus olhos, o primeiro lugar, seja pela relevância, originalidade ou competência com que o assunto foi tratado por Düren e Kuhn.

Julgue com seus próprios olhos, em PDF, a reportagem por aqui.

No mais, é ler o livro de Celito de Grandi, por bom.

A ficha:
Páginas: 256
Formato: 16x23cm Brochura
ISBN: 978-85-88709-50-8(Literalis) - ISBN 978-85-7578-2
Preço: R$ 39,00

0 comentários: