19 de set de 2010

Anotações sobre a midiatização

Quando o assunto é observar as afetações que o jornalismo sofre ao ser atingido pela processualidade da midiatização, midiatizando-se, são em número de três as complexificações mais visíveis, a saber: auto-referência, co-referência, e, finalmente, descentralização.

Ou seja, neste cenário, midiatizado, o jornalismo, enquanto prática social de sentido e de natureza discursiva, volta suas operações a) para o interior do sistema midiático, b) para os dispositivos que compõem o sistema midiático e, finalmente, c) deixa de ser um lugar central do ponto de vista institucional, tornando-se, agora, nó, conexão de um sistema mais amplo, cuja centralidade se estabelece em sua processualidade, regida por fluxos informacionais.

Escrevo isso para dizer que acabo de me deparar, via site do UOL, com um exemplo bastante interessante de como a auto-referência e a co-referência se estabelecem em uma perspectiva de web, envolvendo um portal e o twitter.


É o que se verifica na seção "Celebridades" do UOL, por meio de matéria dando conta que o apresentado de televisão Luciano Huck havia postado, no twitter, um desabafo sobre a forma como os motoristas de ônibus de São Paulo dirigem.

Por este viés, um dispositivo (o site UOL, pela seção "Celebridades") se pauta, em primeiro lugar, pelo que ocorreu no interior do sistema midiático-comunicacional, em uma perpectiva auto-convergente. Ao fazê-lo, co-referencia a operação de outro disposivo (o twitter), caracterizando, como disse, dessa forma, o momento em que a midiatização interfere na processualidade do jornalismo.

Observa-se, aqui, também um descolamento do estatuto da notícia.

Ela passa a existir, em primeiro lugar, a partir do momento em que a própria fonte (o apresentador) relata o ocorrido por meio da rede social. Com isso, rompe a delicada membrana entre ambiente e sistema e conduz - a fonte, não o repórter - o acontecimento para dentro do sistema, onde as operações terão lugar daí para a frente até que ela seja novamente devolvida para o ambiente em que o sistema se insere até ser novamente reabsorvida.

Nete movimento, transforma e é transformada, em um ciclo que se encerra somente com a extinção do acontecimento.

0 comentários: