14 de mai de 2009

Sindicato repudia declarações de Sérgio Moares

Newsletter divulgada pelo Sindicato dos Jornalistas, a partir das sandices ditas recentemente pelo deputado Sérgio Moraes (PTB), aqui de Santa Cruz do Sul:

"Em face às declarações do deputado federal Sérgio Moraes, PTB-RS, que recentemente classificou o trabalho dos jornalistas de "pouca vergonha" e insinuou que muitos profissionais mentem em suas reportagens, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul e a Associação Riograndense de Imprensa exigem uma retratação imediata do parlamentar, ou então que ele aponte quais são os profissionais que usam da mentira em suas reportagens.

Conforme o artigo 11º do Código de Ética do Jornalista, o profissional não pode divulgar informações visando interesse pessoal ou vantagem econômica, ou obtidas de maneira inadequada. Por exemplo, com o uso de identidades falsas, câmeras escondidas ou microfones ocultos, salvo em casos de incontestável interesse público e quando esgotadas todas as outras possibilidades de apuração. O Sindicato e a ARI repudiam o uso desta prática e esclarecem que, no caso do deputado, ele fez questão de fazer todas as ofensas sem qualquer resguardo público e decoro parlamentar.

As entidades consideram que a Câmara dos Deputados terá de responsabilizar o deputado por seus atos, sendo prioritária a sua saída da relatoria do processo de cassação do deputado Edmar Moreira e conseqüentemente do Conselho de Ética da Câmara. Por ser uma profissão de caráter social, os jornalistas brasileiros têm obrigação de mostrar a toda população o trabalho de seus representantes, mesmo que estes tenham atitudes como a do parlamentar, que faz questão de dizer que "se lixa para a opinião pública
".

0 comentários: