25 de mai de 2009

Alunos realizam oficina de jornalismo comunitário

Publico na íntegra, por relevante, release dando conta do que a moçada do curso de Jornalismo da Unisc, onde também leciono, anda aprontando:

Nos últimos dois meses, os alunos do Curso de Jornalismo da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) Rozana Ellwanger e Sancler Ebert (foto) desenvolveram oficinas de jornalismo comunitário com um grupo de cinco adolescentes do bairro Coronel Brito, de Venâncio Aires. O resultado dos mais de 15 encontros com os jovens já está sendo distribuído em Venâncio Aires e Santa Cruz do Sul: a primeira edição do jornal Tô Limpo. A publicação, com quatro páginas, é resultado das aulas de texto jornalístico e fotografia, ministradas pelos estudantes para cinco jovens, com idades entre 13 e 17 anos, atendidos no centro de recuperação para dependentes químicos Movimento Restaurando Vidas (Morev), localizado junto à Igreja Assembleia de Deus.

A intenção dos coordenadores das oficinas, realizadas como Projeto Experimental em Jornalismo, foi proporcionar aos jovens a oportunidade de participar de atividades diferentes, além de lhes dar a chance de se expressarem através do jornalismo. “Nossa intenção era mostrar a eles um jeito novo de ver a sua realidade, o mundo que os cerca, e acredito que conseguimos isso”, afirma Sancler Ebert. A prova do bom resultado alcançado é a publicação Tô Limpo, produzida pelos adolescentes. “Eles tiveram nossa orientação e supervisão, mas foram eles que escolheram o nome do jornal, as pautas, fizeram as entrevistas, os textos e as fotos. Ou seja, o jornal é deles”, completa Rozana.

A realização das oficinas e a publicação do Tô Limpo contaram com o apoio da Coordenação do Curso de Comunicação Social da Unisc e da Gráfica Traço, que imprimiu o jornal gratuitamente.

DOCUMENTÁRIO
Paralelo às oficinas de jornalismo, Rozana e Sancler estão produzindo um documentário a fim de mostrar como foi a convivência e o trabalho realizado nesses dois meses, além do dia-a-dia dos jovens que participaram das oficinas. Com o encerramento das oficinas e da captação das imagens, o documentário intitulado provisoriamente “Meninos do Pastor” encontra-se em fase de edição. A previsão é de que o filme esteja pronto dentro de um mês.

Para a gravação do documentário, Sancler e Rozana contaram ainda com o trabalho dos funcionários da Unisc TV, Valmor Emmel e Pablo Melo, além do estudante de Produção em Mídia Audiovisual Gibran Sirena, responsáveis, junto com os coordenadores das oficinas, pela captação das imagens.

2 comentários:

Rozana Ellwanger disse...

Obrigada pela divulgação, professor!

Maria Ester do Nascimento disse...

Parabéns pela iniciativa, muito interessante o trabalho realizado. Com certeza os adolescentes envolvidos no projeto terão novos olhares sobre a mídia o que reverterá em benefício aos mesmos e para os locais em que circulam. Que a iniciativa prossiga neste espaço, como uma das tantas alternativas de inserção social necessária. Sucesso! Abraços, Maria Ester do Nascimento.