2 de jan de 2010

O ponto-e-vírgula vive!

Aos que, como eu, não conseguem viver sem alguns sinais de pontuação, caso do ponto-e-vírgula, recomendo a leitura da coluna de Zero Hora O prazer das palavras deste sábado, O ponto-e-vírgula vive!, de autoria de Cláudio Moreno.

Trata-se da continuação de um texto veiculado no mesmo jornal a 12 de dezembro de 2009, homônimo.

Tipo assim: você pode não gostar do ponto-e-vírgula; simplesmente não usá-lo,ou, ainda, ignorá-lo propositalmente.

É seu direito.

Complicado é compreender porque algumas pessoas o combatem, como se ele fosse efetivamente uma espécie de mal a ser extirpado.

Do trema falo mais adiante.

0 comentários: