12 de abr de 2009

1968-1976: Veja sob censura

Acredite se quiser: houve um tempo em que a Veja não apenas era uma grande revista como dava uma dor de cabeça danada aos agentes da censura no (des) governo militar. Tanto que, por um longo período, muitas de suas matérias foram simplesmente proibidas de circular basicamente porque iam, digamos assim, contra os princípios da "Revolução", que é como os milicos chamavam o Golpe de 64. A prova disso são os originais das matérias censuradas, guardadas nos arquivos da revista, que Maria Fernanda Lopes Almeida vem pesquisando desde 1998 e que agora toma forma de livro pela editoria Jaboticana (2008). O texto de 1968-1976: Veja sob censura é bom, em primeiro lugar, porque nos ajuda a compreender os mecanismos por meio dos quais as forças da repressão impunham sua vontade no período de 1968 a 1976. Mas também porque traz informações muito preciosas sobre o lançamento daquela que viria a ser a maior revista de informação do país, com tudo o que isso possa significar. Eu recomendo.

1 comentários:

Alexandre Nascimento disse...

Olá, Dê

Achei este livro por acaso num banca de jornais aqui da capital de SP. Passei da metade e estou gostando muito, também recomendo!